Celebridades

Ator que fez Mini-Me em 'Austin Powers' deixou herança de US$ 140 mil

Verne Troyer morreu em abril de 2018

Cena do filme "Austin Powers - The Spy Who Shagged Me" com o ator Verne Troyer (à esq.) como o personagem Mini-Me
Cena do filme "Austin Powers - The Spy Who Shagged Me" com o ator Verne Troyer (à esq.) como o personagem Mini-Me - Divulgação

Rodolfo Vicentini
São Paulo

O ator Verne Troyer, que morreu em abril de 2018, deixou como herança US$ 140 mil (R$ 516 mil). Segundo o The Blast, o intérprete de Mini-Me nos filmes "Austin Powers" tinha dinheiro guardado no banco, além de objetos pessoais e um carro.

O site aponta que, para os padrões de Hollywood, o espólio é considerado baixo, ainda mais para alguém que trabalhou na indústria por mais de 30 anos. Uma semana antes de morrer, Troyer havia sido internado.

Segundo o site norte-americano TMZ, os policiais obtiveram um relatório de que ele estava "bêbado e com comportamento suicida", e foi tratado por um possível envenenamento por álcool. Um laudo emitido pelas autoridades médicas, quase seis meses depois, confirmou que o ator se suicidou.

O ator e comediante ficou conhecido por interpretar Mini-Me em dois filmes da sequência "Austin Powers", "O Agente Bond Cama" (1999) e "O Homem do Membro de Ouro" (2002). O artista também ficou famoso por ser um dos homens mais baixos do mundo, com 81 centímetros.

Verne Troyer nasceu com acondroplasia, uma condição genética que provoca nanismo. Além de "Austin Powers", ele atuou em mais de 20 filmes, como "MIB: Homens de Preto" (1997) e "Harry Potter e a Pedra Filosofal" (2001). Ele também participou de séries como "Sabrina, Aprendiz de Feiticeira" (2002) e do reality britânico Celebriry Big Brother, em 2009.

UOL
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem