Celebridades

O Pedro dele é mais 'marrento' que o meu, diz Gianecchini sobre dividir personagem com Chay Suede

Até pouco tempo atrás, Reynaldo Gianecchini não tinha ouvido falar de Chay Suede, com quem ele divide a interpretação de Pedro em "A Lei do Amor", novela das 21h da Globo que estreia nesta segunda-feira (3).

Apesar de não poupar elogios ao colega de elenco, a quem chama de "escolha maravilhosa para viver o personagem", o ator disse não ter acompanhado quando Suede estourou nacionalmente ao interpretar o comendador José Alfredo na primeira fase de "Império" (2014).

"Quando o Chay estreou, eu perdi. Eu estava fazendo a novela do Manoel Carlos e fui viajar de férias", contou. "Quando voltei, estava um barulho em cima dele. Aí eu perguntei: 'quem é esse menino que eu nem conheço, e o Brasil inteiro está falando? Então fui olhar quem era", acrescentou.

Antes de "Império", Suede já havia estourado entre os fãs mais jovens ao protagonizar a novela teen "Rebelde" (Record).

Para criar o novo protagonista da novela das 21h, Gianecchini contou que ele e Suede fizeram um longo processo de preparação para construir o personagem, com direito a muita conversa, olho no olho e observação.

"A gente está criando um personagem comum, não é nem o jeito dele, nem o meu. É um terceiro", explica.

"Foi um prazer observar como ele ia fazer o Pedro jovem. Ele é mais desafiador, meio marrento, que o meu Pedro. Acho que depois que você chega aos 40 não tem a mesma energia para gastar", avalia. "Achei quase um processo terapêutico", completa.

Suede vive o Pedro jovem no prólogo da trama, durante a primeira semana de novela. Depois, Gianecchini assume o personagem, já adulto, no seu retorno ao Brasil.

Chay Suede
Chay Suede interpreta Pedro no prólogo de "A Lei do Amor" (Globo) - João Miguel/Globo/Divulgação



Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias