Celebridades

Dado Dolabella perde recurso e terá de pagar R$ 40 mil a camareira agredida

O ator Dado Dolabella vai ter que pagar indenização de R$ 40 mil a camareira Esmeralda de Souza Honório, que ele agrediu em 2008.

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou recurso do ator, que queria ter a condenação revisada pela Corte.

O ministro João Otávio de Noronha não acolheu o pedido da defesa de Dolabella para que fosse examinado no STJ seu recurso especial contra decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), que fixou a indenização naquele valor.

O tribunal estadual reconheceu a responsabilidade do ator, nos termos do artigo 927 do Código Civil, e o abalo psicológico sofrido pela camareira, que ficou impedida de realizar suas atividades habituais por mais de 30 dias, em razão da agressão.

Dado será intimado a pagar a camareira.

A agressão ocorreu em outubro de 2008. Na ocasião, Dado Dolabella brigou com a então namorada, a atriz Luana Piovani, na boate 00, na Gávea (zona sul do Rio de Janeiro), onde ela comemorava a estreia de sua peça, "Pássaros da Noite".

Durante a discussão, Luana caiu no chão. Quando sua camareira, Esmeralda, tentou apartar a briga, ela foi empurrada e também caiu.

Na queda, machucou os punhos e precisou imobilizar os dois braços.

Câmeras de segurança da boate registraram o momento em que o ator empurrou as duas mulheres. Um laudo do exame de corpo de delito feito em Piovani confirmou também que ela levou um tapa.

Dolabella chegou a ficar preso por 24 horas em março de 2009, por ter desrespeitado uma decisão do 1º Juizado de Violência Doméstica do Rio de manter-se a 250 metros de Luana Piovani. Ele também foi condenado a dois anos e nove meses de prisão, em regime aberto, pelas agressões.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias