Celebridades

Famosos se mobilizam com caso dos beagles recolhidos por ativistas em SP

As celebridades ficaram comovidas com o caso dos 178 beagles que foram recolhidos por ativistas que invadiram o laboratório do Instituto Royal, em São Roque (a 66 km de São Paulo). O instituto, que trabalha para farmacêuticas e faz pesquisas com animais, afirma que todas as atividades são regulares, certificadas e realizadas por profissionais qualificados (leia mais abaixo).

A apresentadora Luisa Mell, que participou da ação, está liderando uma mobilização para que os cães sejam adotados.

Famosos se mobilizam com caso dos beagles recolhidos por ativistas
FELTRIN: Projeção aponta 2013 como pior ano da Globo em ibope
"Quando dei cambalhota na rampa do Planalto tinha tomado todas", revela Vampeta

"Nunca senti uma emoção igual na vida. Nunca tinha visto cachorros tão tristes e apáticos. No caminho, eles foram se transformando! Quando um deles deitou no meu peito e olhou no fundo dos meus olhos, toda minha existência valeu a pena!", escreveu Luisa em seu Instagram.

A apresentadora lidera um movimento de defesa dos animais e tem um blog sobre o assunto.

Sthefany Brito, Penélope Nova, Wanessa, Leandra Leal, Yasmin Brunet, Fabiana Karla, Fernanda Souza, Taís Araújo, as panicats Renata Molinaro e Carol Dias, Juju Salimeni, Jesus Luz, Ivete Sangalo, Gracyanne Barbosa e Bruno Gagliasso são alguns dos que manifestaram apoio à causa dos beagles na internet.


"A batalha ainda não acabou, gente! O pior já passou, os animais estão vivos e sendo bem tratados! Vamos lutar pra que continue assim!", escreveu Sthefany Brito, convocando os seguidores para um protesto em frente ao Instituto Royal.

"Um monte de empresas multimilionárias ainda acha justificável testar produtos em animais --e a gente segue comprando!", se indignou Penélope Nova, divulgando uma página no Facebook que arrecada ajuda aos beagles resgatados.

Já Bruno Gagliasso compartilhou uma imagem dos cães acompanhada de uma curta mensagem, pedindo pelo fim do Instituto Royal.

"Orgulho de atitudes que fazem a diferença", escreveu Ivete Sangalo, parabenizando os ativistas que salvaram os animais.

Juju Salimeni também comemorou a ação dos ativistas.

"Ontem fiquei chocada quando li sobre o que estava acontecendo em São Roque. Um instituto que usa animais para testes de produtos. É o fim saber que isso ainda existe e que seres humanos têm coragem de fazer isso! Graças a Deus o caso se tornou público e o mais importante: os cães do Instituto Royal em São Roque foram resgatados!", escreveu a ex-panicat.

A panicat Carol Dias manifestou a vontade de adotar um dos cãezinhos. "Pessoal, me ajudem a encontrar os cachorros resgatados de ontem!", pediu.

A colega do "Pânico na Band", Renata Molinaro, convocou todos para o protesto e compartilhou o link de uma petição online pelo fim do Instituto Royal.

O protesto está marcado para este sábado (19), às 10h em frente ao Instituto Royal, no km 56 da rodovia Raposo Tavares.

OUTRO LADO

Segundo o advogado Daniel Antonio de Souza Silva, que está trabalhando para o Instituto Royal no caso, "pouca coisa restou inteira" após a ação dos ativistas. "Equipamentos de laboratório, computadores, medicamentos e outros objetos ou foram levados ou foram destruídos. Várias salas foram arrombadas. Ainda não foi calculado o prejuízo."

O instituto registrou um boletim de ocorrência sobre o caso e aguarda o resultado de inquérito policial para decidir se vai adotar alguma medida jurídica.

"O instituto é uma Oscip (Organização Social de Interesse Público) e recebe dinheiro do governo federal para desenvolver suas pesquisas e ajudar a desenvolver o país. Ele passa por constantes vistorias e nunca foi encontrada irregularidade, tem todos os alvarás e documentos para seu funcionamento."

INVESTIGAÇÃO

O promotor do Meio Ambiente de São Roque, Wilson Velasco, disse que a invasão do Instituto fez com que se perdesse qualquer materialidade do crime de maus-tratos.

Velasco conduz há cerca de um ano uma investigação para apurar qualquer indício de violação dos direitos dos animais por parte do instituto. Segundo o promotor, laudos de veterinários, indicados pelo Ministério Público, comprovaram que o espaço estava dentro das normas exigidas.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias