Bichos
Descrição de chapéu BBC News Brasil

Manada de elefantes que intrigou cientistas com jornada de 500 km enfim começa a voltar para casa

Os cientistas não sabem por que os elefantes viajaram tão longe
Os cientistas não sabem por que os elefantes viajaram tão longe - BBC Brasil/ Getty Images
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

BBC News Brasil

A manada de elefantes que atraiu a atenção de todo o mundo quando começou uma jornada pela China, há mais de um ano, parece finalmente estar voltando para casa.

Os animais viajaram cerca de 500 quilômetros pela província chinesa de Yunnan, chegaram aos arredores de Kunming, uma cidade importante, e depois retornaram.

A manada de 14 elefantes foi vista cruzando o rio Yuanjiang na noite de domingo (8). Todos eles estavam com boa saúde e agora estão indo para sua reserva natural original.

Autoridades disseram em uma entrevista a jornalistas na segunda-feira (9) que os elefantes cruzaram a ponte do rio Yuanjiang e se dirigiam para o sul em direção à sua reserva natural, administrada pela cidade de Puer. Mais de 150 mil pessoas foram evacuadas da trilha dos animais, acrescentaram.

Os elefantes estão viajando há 17 meses. A Reserva Natural de Mengyangzi, onde viviam antes de iniciar sua jornada, está localizada na Prefeitura Autônoma de Xishuangbanna Dai, no sul da China, perto da fronteira com Mianmar.

Os animais deixaram a reserva natural no ano passado e iniciaram uma viagem inesperada ao norte da China. As autoridades chinesas, que vêm acompanhando a jornada dos elefantes, não sabem por que a manada decidiu viajar ou viajar para tão longe.

O grupo viajou por vários condados, como Mojiang e Eshan, aparecendo em diferentes vilarejos, vilas e cidades. Mas assim que chegaram aos arredores de Kunming, eles mudaram de direção e começaram a jornada de volta para casa. Durante todo o tempo, as autoridades chinesas seguiram os elefantes e tentaram guiá-los de volta para casa.

Segundo noticiou a imprensa local, um comitê de emergência criado para gerenciar os elefantes está usando cercas elétricas e iscas, além de construir estradas artificiais para garantir que os elefantes sigam a rota correta.

Wan Yong, que chefia a equipe de monitoramento dos elefantes, disse em entrevista que a manada cruzou o rio Yuanjiang e segue para o sul. Ela indicou que a rota de migração foi "cientificamente planejada" e que o comitê "se esforçará para permitir que os elefantes retornem ao seu habitat o mais rápido possível e prosperem".

As autoridades também usaram 18 drones para desviar os elefantes de áreas lotadas, onde poderiam causar danos a si mesmos ou a pessoas. Apesar de os elefantes terem entrado em algumas fazendas e lojas em busca de comida, ninguém ficou ferido nos últimos 17 meses.

CAUSA

Os cientistas não sabem por que os elefantes decidiram deixar seu habitat e viajar para tão longe. Alguns sugeriram que um líder inexperiente pode ter conduzido o grupo pelo caminho errado, enquanto outros acreditam que os elefantes podem estar em busca de um novo habitat.

Joshua Plotnik, professor-assistente do Departamento de Psicologia no Hunter College, em Nova York e especializado em evolução da cognição entre as espécies, com especial interesse no elefante asiático, diz acreditar que uma das razões para a jornada dos animais pode ser devido a distúrbios humanos em seu habitat natural. "Isso quase certamente está relacionado à necessidade de recursos: comida, água e abrigo", explica ele à BBC.

Na China, os elefantes asiáticos são as espécies animais mais protegidas e, graças aos esforços de preservação, a população de elefantes selvagens na província de Yunnan aumentou de 193 na década de 1990 para 300 hoje.

O aumento do número é extraordinário porque seus habitats naturais foram reduzidos devido à atividade humana, como o desmatamento.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem