Você viu?

Felipe Titto era o menino do 'Rá-Tim-Bum'? Relembre 'mentiras' que os famosos já contaram 

Mais de 20 anos depois de "Rá-Tim-Bum", programa infantil da TV Cultura, ter saído do ar, uma polêmica veio à tona. O ator Felipe Titto afirmava ser o garoto que aparece na vinheta de um quadro do programa intitulado "Senta que Lá Vem a História".

A informação constava no site oficial do ator, mas viralizou apenas na quinta (23). Logo o verdadeiro menino da vinheta surgiu para desmentir Titto. O também ator João Victor D'Alves é quem, de fato, aparecia na vinheta — e seu nome constava nos créditos finais, diferente do de Titto.

Para esclarecer a polêmica, Felipe Titto gravou um vídeo dizendo que fez um teste para a vinheta e acreditava ser ele no vídeo.


Bumbum não era dela

Maitê Proença surpreendeu os telespectadores da novela "Liberdade, Liberdade" (2016) em uma cena na qual aparecia de costas, nua. A boa forma da atriz rendeu comentários nas redes sociais, até que Juliana Scalco, uma atriz desconhecida, publicou no Facebbok que "o rosto é dela, mas o bumbum é meu. É um trabalho de dublê de corpo".

A postagem viralizou e Maitê admitiu que o elogiado bumbum não era dela: "Não se revelam segredos de bastidor, assim como o mágico não conta como faz o truque. Seria um spoiler, e nada profissional. Um bom dublê sabe disso e se mantém reservado e discreto. Eu tinha 18 cenas para gravar naquele dia e a maquiagem das cicatrizes nas pernas demorava de duas a três horas. Chamamos uma dublê para otimizar o tempo, não por pudores ou questão estética".

 Maitê Proença  na novela 'Liberdade, Liberdade'
Maitê Proença na novela 'Liberdade, Liberdade' - Divulgação/Globo

Dublê sem crédito

A bailarina Sarah Lane afirmou para a revista "Entertainment Weekly" que era ela quem aparecia em quase todas as cenas de dança do filme "Cisne Negro" (2011), e que o rosto da atriz Natalie Portman teria sido acrescentado em seu corpo digitalmente.

Darren Aronofsky, diretor do filme, rebateu a declaração da bailarina dizendo ao jornal britânico "The Guardian" que "no filme há 139 cenas de dança. Natalie Portman está em 111 sem nenhum retoque. Vinte e oito são feitas por Sarah Lane, com imagens abertas e que raramente duram mais de um segundo. Há duas complicadas sequências em que usamos sobreposição de rostos".

Sarah, que consta nos créditos do filme como figurante, declarou ainda que seu trabalho foi encoberto para aumentar os méritos de Natalie para o Oscar, prêmio que, de fato, ela faturou.

Natalie Portman no filme 'Cisne Negro'
Natalie Portman no filme 'Cisne Negro' - Divulgação

Era tudo dublagem

Em 2011, Fernanda Souza publicou em seu Twitter o seguinte comentário: "papai do céu, na próxima encarnação eu quero vir cantora! Deixa? É tão lindo". Imediatamente internautas questionaram a atriz sobre as diversas músicas que ela cantava na novela "Chiquititas", exibida pelo SBT em 1997, e ela confirmou que dublava a voz de outra pessoa. Chocados, diversos seguidores criticaram a atriz, que chegou a se desculpar por "decepcionar vocês".

Fernanda Souza em 'Chiquititas'
Fernanda Souza em 'Chiquititas' - Reprodução

Eles também foram dublados

Há vários casos de atores que aparecem cantando, mas as vozes não são deles. Zac Efron foi dublado pelo ator Drew Seeley nas canções do primeiro 'High School Musical' (2006). Contrariando as suspeitas de que a troca de vozes seria por Zac não saber cantar, o ator soltou a voz nas duas sequências do musical e no filme "Hairspray: Em Busca da Fama".

Zac Efron em 'High School Musical'
Zac Efron em 'High School Musical' - Reprodução

No clássico do cinema 'My Fair Lady", a voz nas canções interpretadas por Audrey  Hepburn não é dela. A atriz chegou a gravar as músicas, mas o resultado foi considerado insatisfatório, e uma cantora profissional foi recrutada. Na época, a dublagem foi vista como justificativa para Audrey não concorrer ao Oscar pelo papel.

Audrey Hepburn em 'My Fair Lady'
Audrey Hepburn em 'My Fair Lady' - Reprodução

Falso casal 

No início dos anos 2000 as cantoras Yulia Volkova e Lena Katina, da dupla russa t.A.T.u, fizeram sucesso com a música "All The Things She Said", na qual insinuavam ser uma casal homossexual. As duas se promoveram com o boato, até que em 2013 Lena se casou com o músico Sash Kuzma. No ano seguinte, Yulia fez comentários homofóbicos em um programa de televisão.

Yulia Volkova e Lena Katina, da dupla russa t.A.T.u
Yulia Volkova e Lena Katina, da dupla russa t.A.T.u - Reprodução

Trocadas

Na novela "O Clone" (2000), uma cena em que a personagem Mel, interpretada por Débora Falabella, tem uma crise nervosa e é internada em uma clínica de reabilitação — ela era usuária de drogas —, foi crucial para a trama... Mas não foi feita por Débora. Quem aparece no vídeo é a irmã dela, Cynthia Falabella, chamada às pressas para substituir a irmã, que estava tratando uma meningite. A troca passou despercebida. 

Débora e Cyntia Falabella
Débora e Cyntia Falabella - Reprodução



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem