Publicidade

humanos

Artista recria editoriais de moda com mulheres comuns

19/08/2011 - 08h00

Publicidade

MARINA GURGEL
DE SÃO PAULO

Uma mulher se deita em um canteiro de flores com braços e pernas contorcidos e uma expressão fácil e estranha.

Veja mais fotos do trabalho de Yolanda Dominguez

Cena como essas são comuns em editoriais de moda, mas não fazem nenhum sentido na vida real. Cansada de não se identificar com as revistas femininas, a artista Yolanda Dominguez, 34, resolveu criar a série "Poses". Nela, mulheres normais imitam as poses non-sense das modelos, para mostrar que não há identificação das mulheres com os editoriais de moda.

"Tente olhar para uma revista feminina como se você fosse um alien que não sabe nada sobre mulheres. Como você definiria as mulheres que aparecem lá? Absurdas, artificiais. Eu tentei expressar a forma como muitas mulheres se sentem ao ver revistas: a gente não se identifica com esse tipo de mulher, nós somos muito mais que isso. Eu usei 'Poses' para mostrar o quão absurdo aquilo é", disse Dominguez.

Divulgação
Atriz faz pose de modelo e lixeiro pensa que ela passou mal
Atriz faz pose de modelo e lixeiro pensa que ela passou mal

Para o cômico trabalho de sair às ruas brincando de estátua, a artista recrutou atrizes de todas as idades, "para mostrar que as mulheres, de no máximo 23 anos e 54 quilos, representam apenas 5% da população e nem isso, já que elas são retocadas por Photoshop".

Durante o experimento, as pessoas que viram as atrizes de Dominguez achavam que tratava-se de loucas ou doentes.

"As pessoas se importaram com as mulheres e pensaram que algo errado estava acontecendo. Muitas tentavam ajudá-las, outras se afastavam, riam ou faziam cara de interrogação. O meu preferido foi uma menina no McDonalds, que disse que aquilo era muito assustador e alertou as mesas vizinhas para chamarem uma ambulância caso acontecesse de novo."

Divulgação
A artista espanhola Yolanda Dominguez
A artista espanhola Yolanda Dominguez

Para Dominguez as poses realmente glamurosas são qualquer uma que "exalte a mulher em seu jeito, sua personalidade... Não há necessidade de se torcer e retorcer ou fazê-las parecer mortas ou doentes."

Segundo ela, o mesmo não acontece com os homens que não fazem papel de ridículo.

"Enquanto que nas fotos as mulheres parecem mortas e malucas, por que os homens não fazem essas poses? Eles estão sempre endireitados, saudáveis e bem-sucedidos. Talvez seja porque os fotógrafos são homens? Isso é algo para se pensar."

Vídeo

  • Últimas notícias 
  •  

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha