Celebridades

Em programa na TV, Dalai Lama diz ficar triste pelo divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt

O líder espiritual tibetano Dalai Lama está entre as muitas pessoas tristes com a separação de Angelina Jolie e Brad Pitt.

Durante uma entrevista ao "Good Morning Britain", o apresentador do programa, Piers Morgan, informou o líder espiritual sobre o divórcio –antes de passar para assuntos mais graves, como o avanço do Estado Islâmico, a crise dos refugiados e a perspectiva de Donald Trump como presidente dos EUA. 

Quando perguntado sobre como a notícia do fim de Brangelia o fazia sentir, Dalai Lama disse ficar "triste" e expressou preocupação sobre os seis filhos do casal –Maddox, 15, Pax, 12, Zahara, 11, Shiloh, 10 e os gêmeos Knox e Vivienne, 8. 

"Às vezes, com casais divorciados, as crianças ficam mais próximas ou do pai ou da mãe", disse Dalai Lama. "Às vezes é difícil e eu acho que isso pode machucar as experiências profundas deles."

Dalai Lama em entrevista ao programa "Good Morning Britain" lamenta divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt
Dalai Lama em entrevista ao programa "Good Morning Britain" lamenta divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt - Reprodução

Jolie entrou com o pedido de divórcio na última segunda-feira (19), alegando diferenças irreconciliáveis. A atriz pediu guarda compartilhada dos filhos. Eles morariam com ela, e Pitt teria direito de visitá-los. 

Em comunicado, o ator afirmou que o mais importante é o bem-estar das crianças e pediu privacidade à imprensa. O advogado de Angelina disse que a decisão foi tomada pela saúde da família e que a atriz não vai comentar o assunto. 



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem