Você viu?

Homem é encontrado sem roupas horas depois de usar LSD em parque da Disney

Suíço usou psicodélico em parque de Paris e mobilizou mais de 100 pessoas

Área Adventureland na Disneyland Paris
Área Adventureland na Disneyland Paris - Pixabay
São Paulo

Um suíço de 32 anos foi encontrado sem roupas em uma lagoa do parque Disneyland em Paris, após fazer uso do psicodélico LSD.

Segundo o jornal francês Le Parisien, o homem recebeu a droga da namorada na noite de sexta-feira (20), e imediatamente caiu na lagoa artificial da área Adventureland do parque. Sem ver o namorado retornando à superfície, e percebendo que o parque estava fechando, a mulher alertou os funcionários do local.

A equipe do parque procurou pelo suíço por horas, sem sucesso. Foram mobilizados dez mergulhadores, 12 policiais, 30 bombeiros, 80 funcionários do parque, cães e helicópteros de apoio, segundo o jornal francês.

O homem só foi encontrado no dia seguinte, com vida e nu, por um homem de 44 anos que dirigia a caminho de casa. Ele estava em uma estrada a 2 km do parque e, segundo o homem que o encontrou, caminhava calmamente, seco, mas com alguns arranhões nos braços e pernas. 

"Fiquei cara a cara com um homem nu", disse o motorista ao Le Parisien. “Ele estava andando no meio da estrada. Não tinha um centímetro de roupa e estava descalço. Parei, saí do carro e fui até ele. Eu queria saber o que um homem nu estava fazendo a 300 metros da minha casa."

"Ele não se lembrava de nada", acrescenta o motorista. Ele então colocou o estrangeiro em seu carro e levou-o para sua casa, entregando um par de shorts e uma camiseta para ele se vestir. Ainda não se sabe o que aconteceu com as roupas que estava com o rapaz, nem o caminho que ele percorreu sem ser notado pela equipe de busca.

Os nomes dos envolvidos no caso não foram divulgados, segundo as leis de privacidade europeias. O parque Disneyland em Paris também disse não ter se incomodado com o episódio, já que não interrompeu suas operações regulares.  

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem