Você viu?

Menu de 1ª refeição a bordo do Titanic é vendido por R$ 480 mil em leilão

Alan Aldridge, responsável pelo leilão, diz que item é um dos 'mais raros menus existentes'

Almoço foi servido a funcionários no primeiro dia dos testes do navio no mar, em 2 de abril de 1912
Almoço foi servido a funcionários no primeiro dia dos testes do navio no mar, em 2 de abril de 1912 - Henry Aldridge an Son

Descrição de chapéu BBC Brasil

O menu da primeira refeição servida a bordo do Titanic foi vendido por 100 mil libras (R$ 480 mil) em um leilão. O almoço, que incluía consomê mirrette (sopa feita a partir do caldo da carne), creme de galinha, salmão e cordeiro, entre outros pratos, foi servido a funcionários no primeiro dia dos testes do navio no mar, em 2 de abril de 1912.

O objeto pertencia a Charles Lightoller, o funcionário do mais alto escalão do Titanic a sobreviver ao naufrágio. Ele deu o menu à sua mulher como uma lembrança, pouco antes da viagem inaugural, em 10 de abril de 1912.

Alan Aldridge, responsável pelo leilão, disse que o item é um dos "mais raros menus existentes". O objeto foi vendido a um colecionador britânico neste sábado.

Alan Aldrige, responsável pelo leilão, disse que item é um dos "mais raros menus existentes"
Alan Aldrige, responsável pelo leilão, disse que item é um dos "mais raros menus existentes" - Henry Aldridge and Son

Já uma chave que dava acesso à sala de mapas do navio foi vendida a um colecionador no Texas por 78 mil libras (R$ 373 mil), enquanto que o crachá de um funcionário morto no desastre, por 57 mil libras (R$ 272 mil).

O crachá pertencia a Thomas Mullen e foi achado junto a seu corpo. Segundo a casa de leilões, "a raridade dos objetos se refletiu nos preços que ilustram o fascínio permanente com a história do Titanic". Os itens foram comprados por colecionadores dos "quarto cantos do mundo", informou.

No dia 2 de abril de 1912, no primeiro dia de testes do Titanic no mar, funcionários se deliciaram com a primeira refeição servida no principal salão de jantar - antes, portanto, de o acesso ao local ser franqueado a passageiros.

Segundo a casa de leilões, apenas outro exemplar do mesmo menu sobreviveu à tragédia, pertencente ao quinto oficial do Titanic, Harold Lowe.

"Ele escreveu uma anotação na parte inferior: 'esta é a primeira refeição já servida a bordo'. Apesar disso, essa parte foi removida", diz. "Sendo assim, acredita-se que o menu de Charles Lightoller é o exemplar mais completo e um dos mais importantes do tipo existentes hoje".

O menu que pertencia a Lowe foi vendido em leilão por 28 mil libras (R$ 134 mil) em 2004.

BBC BRASIL
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem