Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

BBB22

BBB 22: Arthur Aguiar diz que Jade teve muita importância para o seu título

Para ele, 'perseguição' da adversária o favoreceu

Arthur Aguiar - Instagram/BBB
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Independentemente de qualquer coisa, Arthur Aguiar, 33, foi bastante ajudado pela Jade Picon, sua principal adversária no Big Brother Brasil 22 (Globo). Segundo ele, mesmo com os embates e brigas, ela acabou sendo importante para que ele fosse campeão, mesmo que indiretamente.

Isso porque na história do programa, quando uma pessoa é perseguida e mandada diversas vezes ao Paredão por uma mesma pessoa ou por um grupo de pessoas, esse jogador acaba abraçado pelo público na maioria das vezes.

"Não só ela me ajudou indiretamente [a ser campeão], mas como o Rodrigo no início e o Gustavo. Os três tiveram importância para a minha vitória e contribuíram me dando peças para jogar", disse ele em papo com a imprensa nessa manhã de quarta-feira (27).

De acordo com ele, nunca demonstrou nada contra ninguém, sobretudo contra Jade, mas eram os outros quem surgiam com ferramentas novas contra ele e Arthur apenas reagia. "A Jade teve importância no meu titulo, sim, o discurso dela foi contraditório em muitos momentos. Quando fala que precisa de respostas e Tadeu fala que eu não tive chance de sair e depois a Jade me coloca duas vezes na berlinda, não fazia sentido", destaca.

Segundo o vencedor do reality, agora com uma imagem melhor perante o público novas portas devem se abrir. "Estou feliz por tudo que está acontecendo, ainda não entendi tudo o que levou a essa mudança de postura do público comigo, pois eu entrei muito cancelado. A Maíra [Cardi] segurou as pontas e me ajudou de fora", diz.

E por falar em Maíra, ele conta que no dia que recebeu a primeira sondagem para entrar no reality, teve muito medo e já contou a ela citando alguns empecilhos para fazer com que ela também achasse melhor ele não ir.

"E quando ela me apoiou, disse que seguraria tudo, fui com a coragem dela. Não deve ter sido fácil para ela mexer nesses lugares. Ela foi um pilar muito importante para eu ter ganho", diz.

Arthur teve muita torcida das pessoas, mas também houve quem torcesse contra. Para ele, porém, o momento é de focar no lado positivo. "Graças a Deus eu não sou mais assim de focar no negativo, quero me importar com quem torceu por mim, quem me deu carinho. Se tem gente que comprou meu barulho está tudo bem. Quem ficou contra está no seu direito", conta.

Com 68,96% dos votos, Arthur Aguiar venceu o Big Brother Brasil 22 (Globo) e levou o prêmio de R$ 1,5 milhão. Numa final inédita, apenas com homens e membros do grupo Camarote, ele desbancou Paulo André e Douglas Silva, que receberam 29,91% e 1,13% dos votos, respectivamente.

A disputa entre os três, entretanto, foi a maior da história do programa em número de votos numa final, com 751.366.679 votos. O número ultrapassou o da final do BBB 21, que figurava em primeiro lugar com 633.284.707 votos.

A votação desta terça (26) foi também a segunda maior da história do reality. Só perde para o Paredão entre Manu Gavassi, Felipe Prior e Mari Gonzalez no BBB 20, que alcançou a marca de 1,5 bilhão de votos e entrou para o Guinness World Records.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem