Televisão

Simony diz que 'teria dado porrada' em Dudu Camargo se não estivesse ao vivo na TV

Apresentador é acusado de assédio por passar a mão em cantora

Dudu Camargo passa mão nos seios de Simony
Dudu Camargo passa mão nos seios de Simony - Reprodução/Rede TV!
São Paulo

Simony, 43, disse na tarde deste sábado (22) que se sentiu constrangida, em choque e sem reação quando Dudu Camargo, 21, apalpou os seus seios, durante a transmissão dos bastidores do Carnaval de São Paulo, na RedeTV!. Por conta da cena, internautas acusaram o apresentador do SBT de assédio.

"Se fizesse comigo em qualquer outro lugar teria levado uma porrada na cara. Meu corpo minhas regras. Não é não. Chega dessa palhaçada", afirmou Simony, por meio de um post no Instagram

A situação aconteceu quando ela entrevistava Camargo, no seu primeiro dia de trabalho dela como repórter para a RedeTV!  "Nós mulheres temos o direito de usar e abusar de decotes e roupas curtas. Isso não dá o direito de virem passando a mão (...) Tenho 38 anos de carreira e gostaria de ser respeitada principalmente como filha, como mãe e como mulher", escreveu ela. 

Minutos depois, ela apagou a publicação, mas postou duas outras falando sobre o assunto, dizendo inclusive que, por mais que admire Nelson Rubens, que estava ao seu lado durante o ocorrido, não gostou de se sentir "disponibilizada" por ele pelo fato de estar solteira. 

Simony contou ainda que, ao chegar em casa se deparou com o descontentamento do seu filho e de boa parcela do público, que se mostrou indignada com a situação.  

"Ele [Dudu Camargo] passa a mão em mim como se estivesse apalpando um pedaço de carne, me puxa o pescoço e fala que está querendo 'procriar', oi?. Ali estava claro que a 'brincadeira' de Dudu era sexualizada, queria mostrar-se como 'macho' a fim de satisfazer sua vontade sem pedir, sem perguntar, sem pensar que além dele existia ali a minha vontade", escreveu.

A cantora também falou sobre a importância da existência de delegacias das mulheres em todos os lugares. "Mulheres não existem para procriarem ou serem assediadas por homens e agarradas ao bel-prazer. A cada Carnaval o assunto do assédio deve ser levado mais a sério, o não é não precisa ser entendido como um código a ser respeitado, as delegacias de mulheres precisam estar por toda parte."

Ela afirmou ainda que Dudu é novo e pode aprender com o episódio. "Tenho um filho pequeno e outro que já é um homem e a eles devo fazer a minha parte de mostrar que o machismo é algo vergonhoso e que não deve servir de autoafirmação ou postura a ser admirada. Que o episódio ajude a pensarmos melhor essas questões. Paz, respeito e amor.", concluiu.

Nos comentários, Nelson Rubens respondeu que não conseguiu ver a cena. "Fiquei atrás dele, cobriu a visão." "Mas você mostrou aqui –e no palco– que é uma mulher inteligente e colocou o rapaz em seu devido lugar. Não é não, é claro. 

Antes do ocorrido, Simony disse, em entrevista ao F5, que queria apresentar um Carnaval família na emissora. "Não gosto de coisas pejorativas, quero trazer um Carnaval família para a RedeTV!".

ENTENDA

A entrevista polêmica foi ao ar ao vivo na madrugada deste sábado (22). Além de passar as mãos pelo corpo de Simony, Camargo abraçou a cantora, que o afastou: "Não aperta muito, não to acostumada", disse.   

Camargo pediu, ainda, um selinho para Simony e propôs que os dois tivessem um filho. "Eu te acompanho já há muito tempo, desde criança. Você está solteira e eu também estou. Temos o mesmo tamanho. Eu to querendo fazer um filho, procriar", sugeriu Camargo.

A cantora respondeu que já tem quatro filhos e não quer mais um, e que é, inclusive, operada para não engravidar. Por fim, Simony deu um selinho em Camargo e reclamou: "Era só um selinho e ele fica segurando o pescoço da gente".

Até a conclusão deste texto, Dudu Camargo não tinha se manifestado sobre o assunto. Procurado, o SBT informou que não responde pela vida pessoal de seus contratados.  

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem