Comic Con

Atrizes da Globo falam sobre 'Aruanas': 'A gente é escutada sem ser interrompida'

Painel trouxe ativismo feminino e tom político para a CCXP SP 2018

Elenco do filme Aruanas: Débora Falabella, Leandra Leal, Camila Pitanga e Tais Araujo - Divulgação/CCXP
Beatriz Fialho
São Paulo

Na Comic Con para divulgar a série "Aruanas", Camila Pitanga, Thais Araujo, Leandra Leal e Débora Falabella participaram de um painel sobre o ativismo feminino na luta pelo meio ambiente nesta sexta (7).

As atrizes estavam acompanhadas dos dois autores da série, Estela Renner e Marcos Nisti,  além do Diretor, Carlos Manga Jr. Segundo a direção há cerca de 250 pessoas na equipe, que preza por uma maior igualdade de gênero.

"É um set com muitas mulheres" antecipou Araújo. Leandra Leal completou: "A gente é escutada, sem ser interrompida. Você protagonizar algo feito por uma mulher é muito diferente."

A série conta a história de três mulheres que, juntas, formaram uma ONG em defesa da Amazônia. Para o elenco, também foram selecionados atores e atrizes locais que, segundo Leandra Leal, engrandeceram a produção. "Foi incrível trabalhar com pessoas que vivem a floresta, que conhecem mesmo."

Para Araújo, a militância que é representada na série também pode ser sentida dentro do próprio set. "A gente fala dos ativistas e na verdade, o que optamos fazer com essa série também é ativismo. Quando você pensa em fazer uma equipe bem dividida entre homens e mulheres, isso também é ativismo. Isso é para dizer que todos nós podemos ser ativistas e podemos mudar esse país", afirmou a atriz.

Camila Pitanga, que vive uma vilã, conta que foi convencida pela amiga Thaís Araújo a integrar o elenco. "Preciso agradecer à Taís. Ela foi a madrinha para que eu estivesse na série", afirmou.

Araújo comentou que a colega estava "pensando demais". "Ela lia e disse: estou sentindo. Eu perguntava: 'e aí? Já decidiu?' e ela falava que estava sentindo. Lê logo e diz que sim, inferno!", brincou ela.

A primeira temporada da série será lançada exclusivamente no Globoplay, plataforma de streaming da Globo, em 2019. Embora ainda não exista nenhuma confirmação, Leandra Leal conta com uma continuação.

"Espero estar aqui ano que vem, se essa série ganhar uma nova temporada. Ninguém consegue ser ativista sozinho e sonho é algo que só conseguimos realizar em conjunto", completou a atriz, encerrando o painel com um grito político: "Ninguém solta a mão de ninguém."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias