Música

Guitarrista do Queen, Brian May fala de inspiração para criar 'We Will Rock You'

Músico contou desejo que fãs soubessem que eram parte da banda

Brian May fala sobre inspiração para 'We Will Rock You' - AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O compositor e guitarrista do Queen, Brian May, 73, falou sobre sua inspiração para criar "We Will Rock You", um dos maiores sucessos da banda britânica. O músico disse que a motivação para a canção que entrou no álbum "News of The World", veio após uma apresentação em Bingley Hall, em Sttaford, no Reino Unido.

"Sabe aqueles shows que adoramos? Há transpiração e calor, a atmosfera é ótima. Todos pulando, fazendo barulho e cantando conosco", relembrou May, acrescentando que nos anos 1970, quando aconteceu a apresentação, não era comum que o público participasse tão ativamente.

“Naquela época foi uma novidade. Você simplesmente não ia em shows onde as pessoas cantavam para bandas de rock. Mas nesta ocasião em particular, eles não pararam. E quando saímos do palco eles cantaram 'You'll Never Walk Alone' para nós", disse, se referindo a um clássico no país entoado em jogos de futebol até os dias atuais.

"Acho que dormi pensando no que poderia pedir que o público fizesse. Estão todos ali apertados, não podem fazer muito, mas podem podem bater os pés, bater palmas e cantar. Assim, nasceu 'We Will Rock You'", disse em episódio do documentário "Queen The Greatest", disponibilizado na página da banda no YouTube nesta sexta-feira (28).

"Realmente não sei de onde veio, mas eu queria simplicidade e estava à procura de ligação", disse o músico. "Até aquele momento nunca tínhamos visto tanta participação do público. Então queríamos falar com nossos fãs, que eles se envolvessem e soubessem que eram parte de nós", pontuou.

Uma outra inspiração citada pelo guitarrista foi um show feito no antigo Boston Garden, nos Estados Unidos. "Era um lugar enorme, todo feito em madeira, então quando bateram pés e mãos ali o barulho era estupendo, era aquele tipo de som que queria ouvir no disco". A terceira motivação para a criação da música é mais ideólogica.

"Todos fazíamos parte daquele cenário onde éramos jovens e cheios de entusiasmo. Pensávamos em mudar o mundo e saíamos por aí dizendo: 'we will rock you' ('nós vamos sacudir você', em tradução livre). 'We Will Rock You' signica 'nós vamos mudar o mundo' e sentimos que conseguimos fazer isso quando somos jovens", afirmou May relembrando que o restante da música trata das outras fases da vida de uma pessoa que tenha esse mesmo objetivo.

"Pareceu para mim que quando envelhecemos temos que aprender a aceitar, a encontrar a paz no fato que cada um faz o que está a seu alcance, mas, na verdade, o mundo não mudou muito e tem que viver com essa realidade", ponderou o artista, afirmando que espera ter contribuído para um mundo mais decente.

"E é verdade, porque sou um homem que passou dos 70 anos e é assim que me sinto. Ainda tenho uma crença infantil de que posso fazer as coisas, tenho minha indignação, mas tenho que aceitar que já não há muito o que possa fazer", concluiu.

Fundado em 1970, o Queen é considerado até os dias atuais uma das melhores bandas de todos os tempos, que chegou ao fim em 1991, com a morte de Freddie Mercury, vocalista conhecido pela voz potente e performances marcantes. Além de May e Mercury, a formação original do Queen contou com John Deacon e Roger Taylor. A história da banda foi contada no longa "Bohemian Rhapsody", lançado em 2018.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem