Música

The Weeknd vai colocar fortuna do próprio bolso em show no Super Bowl

Cantor investirá R$ 38 mi para que tudo seja 'como ele imaginou'

Brendan McDermid/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Eduardo Ribeiro
São Paulo

The Weeknd, 30, um dos mais populares músicos de R&B dos últimos tempos, anunciou que se apresentará no intervalo do Super Bowl, final da liga americana de futebol, em 7 de fevereiro. Quem deu a letra foi seu empresário, Wassim "Sal" Slaiby. De acordo com Slaiby, o espetáculo, realizado em Tampa, Flórida, precisa sair "como ele imaginou". Para tanto, o artista não poupará esforços, investindo cerca de R$ 38 milhões do próprio bolso.

A informação foi publicada numa entrevista para a revista Billboard. A reportagem chegou a afirmar que a apresentação do cantor duraria 24 minutos. Se fosse assim mesmo, esse seria o maior show de intervalo da história. The Weeknd vinha batalhando com a Pepsi, marca patrocinadora, que lhe cedesse alguns minutos do tempo de comercial, o que a empresa já negou e foi atualizado no texto. O show deverá ter entre 12 e 13 minutos.

"Todos nós crescemos assistindo aos maiores artistas do mundo tocando no Super Bowl, e só se pode sonhar em estar nesta posição. Estou comovido, honrado e extasiado de ser o centro do palco neste ano", disse o cantor em um anúncio para imprensa.

O Super Bowl existe desde 1967. Quem ganha leva o troféu da NFL (National Football League). A disputa é um dos eventos mais famosos do mundo, além de transmissão esportiva de maior audiência dos EUA.

Chamado de “halftime show”, o show do intervalo grifa a carreira dos artistas para sempre, como se fosse uma honraria do universo pop. Beyoncé, Lady Gaga, Shakira, Jennifer Lopez, Katy Perry, Bruno Mars, The Who, Madonna e Coldplay já passaram pela experiência.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem