Celebridades

YouTube tira do ar canais oficiais do cantor R. Kelly

Ele foi condenado por crimes sexuais no final de setembro

O cantor R. Kelly
O cantor R. Kelly - Antonio Perez -17.set.2019/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Nova York
AFP

A plataforma de vídeos YouTube retirou do ar os canais oficiais do cantor americano R. Kelly, 54, condenado por crimes sexuais no fim de setembro.

"Podemos confirmar que eliminamos dois canais vinculados a R. Kelly, de acordo com nossas normas sobre a responsabilidade dos criadores", afirmou um porta-voz do YouTube à AFP.

O perfil do cantor de R&B ainda pode ser acessado no serviço de streaming de áudio YouTube Music, onde o artista tem 137 mil seguidores.

A plataforma, que pertence ao Google, diz que uploads feitos por terceiros antes da eliminação dos dois canais oficiais de R. Kelly podem ser acessados. Tampouco pretende eliminar os vídeos do cantor compartilhados por outros usuários.

Os álbuns e canções do artista condenado pela justiça também continuam disponíveis em outras plataformas de streaming, como Apple Music, Spotify ou Amazon Music.

R. Kelly foi condenado por um tribunal de Nova York por comandar durante anos uma rede para explorar jovens sexualmente, incluindo menores de idade.

A sentença será anunciada em 4 de maio de 2022. Atualmente, o cantor está em prisão preventiva.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem