Celebridades

Irmã de Paulo Gustavo apoia Mônica Martelli após festa polêmica

'Te amo', escreveu Ju Amaral ao lado de frase de Chico Xavier

A atriz Mônica Martelli
A atriz Mônica Martelli - Julia Rodrigues
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A irmã do humorista Paulo Gustavo (1978 - 2021), Ju Amaral, se pronunciou nesta terça-feira (6) sobre a polêmica envolvendo sua amiga Mônica Martelli, 53, que esteve na festa de aniversário da atriz Marina Ruy Barbosa, 26.

Nos Stories do Instagram, Amaral publicou uma frase do médium Chico Xavier (1910 - 2002) e marcou Martelli na publicação. "A melhor maneira de aprender a desculpar os erros alheios é reconhecer que também somos humanos, capazes de errar talvez ainda mais desastradamente que os outros."

"Te amo", escreveu. Martelli havia se desculpado por comparecer na festa em seu Instagram. "Estamos na luta e luto diários, então o que qualquer um de nós faz impacta na vida de todos. Não é o momento de reuniões e aceito todas as críticas direcionadas a mim."

"Sou uma mulher, cidadã e artista de 53 anos e sei da minha responsabilidade com a sociedade, meu público e meu país", completou a apresentadora, que disse ter sido testada para comparecer ao evento de 20 pessoas.

A festa aconteceu no último sábado (3) e, após imagens circularem na Internet, alguns dos convidados foram criticados nas redes sociais. Ruy Barbosa se pronunciou na noite desta terça-feira (6) sobre a comemoração, em um longo texto publicado também em seu Instagram.

"Foram tomadas precauções e cuidados para reunir minha família e poucos amigos que já fazem parte do meu convívio, cerca de 20 pessoas em um ambiente completamente aberto, em uma propriedade privada, com testes feitos —os mesmos que fazemos em ambientes profissionais. Não foram três dias de comemoração", escreveu.

Ela acrescentou que o texto não era uma justificativa, mas uma explicação "com respeito e amor diante de tantas especulações e informações distorcidas e aumentadas". Afirmou também que a festa não foi realizada escondida. "Sei da minha responsabilidade como artista e como mulher, e nunca quis ofender nem magoar ninguém com essa noite."

"Eu não sou perfeita (e nem pretendo ser), e não vou nunca conseguir suprir as expectativas e idealizações de todos, sou apenas mais uma mulher tentando fazer o meu trabalho, aprendendo diariamente e tentando acertar mais do que errar", completou.

Por fim, Marina disse que o país vive momentos de "extrema dor e incerteza". Ela reafirmou que a pandemia não acabou e que ainda não há vacina para todos no Brasil. "Sigo afirmando a importância de nos cuidarmos, porque é o que eu penso. Se eu não tivesse como realizar esse encontro de forma controlada, eu não faria."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem