Celebridades
Descrição de chapéu BBC News Brasil Folhajus

Britney Spears: por que Justiça decidiu manter cantora tutelada pelo pai

Britney Spears - Eduardo Munoz - 28.ago.21/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

BBC News Brasil

A Justiça dos Estados Unidos negou o pedido de Britney Spears para remover seu pai da função de controlar sua tutela.

A decisão se refere a um pedido da defesa da cantora, feito em novembro do ano passado a um tribunal de Los Angeles, para que acabasse com o controle de Jamie Spears sobre o patrimônio dela. Dizia que ela estava "com medo de seu pai" e queria que ele fosse removido como seu único tutor —papel que ele desempenha desde 2008.

Embora o pedido tenha sido negado, a decisão não é uma resposta ao testemunho explosivo de Spears no tribunal na semana passada. Em um depoimento de 23 minutos, a estrela disse que foi drogada, forçada a atuar contra sua vontade e impedida de ter filhos.

"Eu só quero minha vida de volta", disse ela, por telefone, ao pedir ao tribunal o fim de sua tutela. No entanto, a Justiça não pode proferir uma decisão com base em sua declaração até que ela entre com uma petição formal para rescindir o acordo.

Os documentos apresentados na quarta-feira (30) referem-se apenas ao pedido de novembro, no qual Spears pediu que a empresa privada de gestão de fortunas Bessemer Trust fosse indicada como "única tutora" dos bens da cantora.

Embora a juíza Brenda Penny tenha se recusado a remover Jamie Spears de sua posição, ela tornou a Bessemer Trust (um fundo fiduciário privado que administra patrimônios de terceiros) co-responsável pela tutela dos bens da cantora.

Em outra iniciativa, os advogados de Jamie Spears pediram ao tribunal para investigar as alegações de abuso da cantora.

O sistema judiciário de Los Angeles também encerrou um esquema que permite que membros da imprensa ouçam os processos judiciais remotamente, depois que o áudio do testemunho de Spears foi gravado e vazado online.

O QUE BRITNEY DISSE?

A mudança ocorre uma semana depois que a cantora de "Baby One More Time" fez um forte ataque à tutela "abusiva" que controlou sua vida por 13 anos. Ela disse a um juiz que estava traumatizada e chorava todos os dias, acrescentando: "Eu mereço ter uma vida."

A cantora também disse que lhe foi negado o direito de ter mais filhos e foi colocada sob a droga psiquiátrica lítio contra sua vontade.

Spears, mãe de dois filhos, disse que queria se casar com o namorado e ter outro filho, mas a tutela não permitiu. Ela alegou que foi impedida de remover um dispositivo anticoncepcional intrauterino (DIU) para que pudesse engravidar.

Dezenas de fãs se reuniram do lado de fora do tribunal, segurando cartazes que diziam "Liberte a Britney agora!" e "Saia da vida de Britney!" Depois, a artista se desculpou com eles por "fingir que eu estava bem", mas disse que o orgulho e a vergonha a impediram de admitir a verdade.

O QUE O PAI DELA DISSE?

Os advogados de Spears negaram que ele fosse responsável pelas restrições aparentemente impostas à vida privada de sua filha.

Embora o homem de 68 anos tenha supervisionado a propriedade dela por 13 anos, ele não está realmente encarregado de seus assuntos pessoais desde setembro de 2019, quando deixou a função devido a problemas de saúde. Ele foi substituído temporariamente por Jodi Montgomery, cuidadora da cantora.

Na terça-feira, os advogados de Spears solicitaram uma investigação sobre o testemunho de sua filha. "Ou as alegações serão comprovadas como verdadeiras, caso em que ações corretivas devem ser tomadas, ou serão comprovadas como falsas, caso em que a tutela pode continuar seu curso", escreveram eles em um processo judicial.

"Não é aceitável que os tutores ou o tribunal não façam nada em resposta ao testemunho de Spears", completa. Os advogados de Spears disseram que ele não tinha intenção de voltar como tutor pessoal de sua filha, mas disseram que estava "preocupado" com o bem-estar dela.

Eles acrescentaram: "Spears é incapaz de ouvir e abordar as preocupações de sua filha diretamente porque ele foi impedido de se comunicar com ela".

O QUE A IRMÃ DELA DISSE?

Na semana passada, Jamie Lynn, irmã de Britney Spears, falou publicamente pela primeira vez sobre a polêmica da tutela da cantora.

"Estou muito orgulhosa dela por usar sua voz", disse Jamie Lynn Spears em publicação no Instagram. "Se acabar com a tutela... ou qualquer outra coisa que ela queira fazer para ser feliz —eu apoio isso."

Ela acrescentou: "Não sou minha família, sou minha própria pessoa. Estou falando por mim mesma."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem