Celebridades
Descrição de chapéu palmirinha

Palmirinha volta a ser internada após passar mal e está na UTI, em São Paulo

Segundo boletim médico, apresentadora encontra-se estável

A apresentadora Palmirinha Onofre - Robson Ventura -17.jan.2019/Folhapress
São Paulo

A culinarista e apresentadora Palmirinha Onofre, 89, voltou a ser internada após passar mal na terça (1º). Segundo a sua assessoria de imprensa, os primeiros exames identificaram baixa de sódio no sangue. Por precaução, ela foi encaminhada à UTI do Hospital Oswaldo Cruz para que seja feita a reposição de sódio.

A família resolveu levar Palmirinha ao pronto-socorro após ela ter uma crise de vômito. Boletim médico divulgado no início da tarde desta quarta (1º) informa que a apresentadora trata quadro de distúrbio metabólico e que seu quadro é estável. Não há previsão de alta.

No final de outubro, a apresentadora havia sido internada para tratar uma infecção urinária.

Palmirinha tem uma carreira de sucesso. Em recente entrevista ao F5, ela contou que aprendeu as receitas sozinha, sem faculdade nem aulas. Chegar ao patamar que atingiu e ainda ser lembrada para programas de TV, para ela, é uma felicidade. “Fui aprendendo com a vida. Fui banqueteira com orgulho. E agora ainda me vejo no ar.”

Não são só as “amiguinhas” mais experientes de Palmirinha que são fãs da culinarista. Muitas pessoas mais jovens gostam dela e do trabalho que ela faz, segundo conta a cozinheira. Ao longo dos anos, ela foi se tornando uma espécie de febre nas redes sociais e entre público de várias idades por conta de seu carisma e simpatia.

“Eu tenho muitos fãs jovens que largam tudo o que estão fazendo para vir falar comigo. Se estão comendo e me olham, limpam a boca e vão me abraçar”, comenta. “Lá no meu café também, quando falam meu nome entra todo mundo. Pode até acontecer de ter um tumulto, e só vou com segurança, pois gosto de atender a todos”, diz Palmirinha, ao fazer referência a um de seus estabelecimentos comerciais.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem