Celebridades

'Não tenho tesão em trazer alguém ao mundo', diz Cleo sobre ser mãe

Atriz afirma ter incertezas sobre atual situação do mundo

Cleo Pires - Instagram/cleo
São Paulo

Cleo Pires revelou via live no Instagram, na tarde desta quarta-feira (12), que tem incertezas sobre a maternidade por causa da atual situação do mundo.

"Não sei se eu quero ficar botando gente no mundo. Acho que as minhas pessoas já estão no mundo. O meu processo é encontrar as pessoas", disse ela em entrevista à Caio Fischer no YouTube. "Não tenho tesão em trazer alguém ao mundo. O mundo está cheio de gente, o mundo já está um caos".

A atriz e cantora também desabafou sobre as críticas que mulheres recebem pela sensualidade. "Às vezes quero ser vulgar e eu vou ser sexy sendo vulgar ou não vou ser sexy sendo vulgar. Me irrita porque cai no lugar da mulher que tem que incitar o desejo, mas parecer uma santa."

Recentemente, Cleo anunciou o fim de seu contrato com a Globo. Através de seu Instagram Stories, a atriz e cantora afirmou que deixará de ter exclusividade com a emissora, mas que continuará fazendo "trabalhos pontuais" para ela

"Atuar é uma das minhas paixões, não existe a possibilidade de um dia eu parar de exercer essa profissão. Vocês ainda vão me ver muito em muita novela, filme e série", diz ela em uma série de vídeos. "Atuar é uma das coisas que me transforma, que me permite viver experiências incríveis".

A filha de Glória Pires afirmou também que "uma inquietude artística" a estava impulsionando há bastante tempo. "Estou pronta para esse novo ciclo. Eu amo toda a minha trajetória na Globo, a gente vai continuar parceiro sempre. Mas eu vinha sentindo essa vontade de e experimentar em novos formatos, novas linguagens [...] A experiência que eu tive na Globo me permitiu ser a atriz que sou hoje".

O último papel de Cleo nas novelas da Globo foi em "O Tempo Não Para" (2018). Ela chegou a ser anunciada como uma das participantes da edição 2020 do Show dos Famosos, no Domingão do Faustão, mas a atração foi cancelada devido à pandemia do coronavírus.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem