Celebridades

Naldo faz desabafo após filho Pablo Jorge ser detido por porte de drogas: 'Estou atordoado'

Cantor disse que já tentou controlar o filho de 23 anos mas não teve sucesso

Cantor Naldo e o filho Pablo Jorge
Cantor Naldo e o filho Pablo Jorge - Reprodução
São Paulo

O cantor Naldo Benny, 41, recebeu uma notícia não muito agradável na tarde desta quinta-feira (6). Seu filho Pablo Jorge, 23, foi detido pela polícia do Rio de Janeiro com drogas durante a gravação de um videoclipe.

Naldo não demorou para se pronunciar. O músico, que estava em uma entrevista ao vivo na rádio, disse não saber exatamente sobre o que se tratava. À coluna de Fábia Oliveira do jornal O Dia, o cantor afirmou que estava "atordoado" quando descobriu do que se tratava.

"O meu filho saiu de casa cedo para gravar um clipe e a informação que eu tive é que ele estava usando drogas com outros moleques e a polícia chegou e levou eles. Não sei nem o que falar. Como pai eu já cobrei, já fui duro em cima disso e ele até disse para mim que não usava mais drogas. Sou contra. Não tenho nada contra quem faz uso, mas por ser meu filho, não curto esse bagulho", afirmou.

Ainda segundo Naldo, ele já tentou controlar o filho mais velho, mas como ele já tem 23 anos, não tem como "prendê-lo em casa". "Já fui atrás, já briguei, já tomei carro e cobrei duro. Eu apoio o trabalho e como ele foi gravar um clipe, eu fiquei tranquilo. Infelizmente, nem todos os filhos seguem os exemplos dos pais. Sempre trabalhei e nunca usei drogas. Com 23 anos, o Pablo é um homem e tem seu livre-arbítrio.", completou.

Procurado pelo F5, a assessoria do cantor ainda não se manifestou sobre o assunto. Naldo também não comentou mais nada sobre o caso em suas redes sociais, onde possuí mais de 1,8 milhão de seguidores.

Recentemente o perfil do músico que fez sucesso com o hit "Amor de Chocolate", foi hackeado. Os invasores publicaram diversas fotos e vídeos pornográficos. Horas depois, Naldo conseguiu recuperar a conta e se desculpou com os fãs. "Eu sei que aqui tem famílias que me seguem", afirmou.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem