Celebridades

Felipe Neto e Kevinho saem em defesa de 'Mario do TikTok' após constrangimento no Pânico

Internautas criticaram postura dos humoristas do programa

Mario Junior, que ficou famosos no TikTok, por seus vídeos imitando galãs de comédias românticas
Mario Junior, que ficou famosos no TikTok, por seus vídeos imitando galãs de comédias românticas - Instagram/ izmaario
São Paulo

Mario Junior, 20, que virou meme nas redes sociais após imitar galãs de comédias românticas no TikTok, passou por um constrangimento na última semana ao ser criticado pelos humoristas do programa Pânico, da Jovem Pan. Internautas condenaram a atração e famosos saíram em defesa do jovem.

Algumas imagens postadas no Twitter mostram um dos momentos da entrevista, em que os humoristas do programa, comandado por Emilio Surita, aconselham Mario Junior a estudar e não ficar apenas no TikTok. O jovem também aparece na imagem, visivelmente constrangido.

“Não faço ideia de quem seja esse Mario do TikTok, mas isso que fizeram com ele não foi uma entrevista, foi um chamado à humilhação”, opinou um internauta. “Não entendo como podem chegar ao ponto de humilhar”, disse outro. “A carinha do Mario do TikTok... Deixa o menino fazer o conteúdo dele, não faz mal a ninguém”, disse mais um.

Alguns famosos também opinaram e criticaram a postura do programa. “Pânico é tipo assistir Banheira do Gugu em pleno 2020. Os caras nunca saíram da década de 90”, afirmou o influenciador Felipe Neto, 32. “E Mário, 10 anos atrás fizeram o mesmo comigo. Hoje, continuam fazendo exatamente a mesma coisa, já a sua história está aberta para ser escrita”, continuou.

Outro famoso que se manifestou sobre o programa foi o cantor Kevinho, 21. “Vi agora o vídeo do menino do TikTok sendo desprezado no Pânico, que ódio que eu estou. Um programa desse... pode ter certeza que nunca mais participo. Bando de otário. Desmerecer o trabalho de alguém para mim é inaceitável”, afirmou ele.

O youtuber Lucas Rangel, 23, também comentou a postura do programa e recordou que o chamavam de “youtuberzinho no BBB”. “O ano é 2020 e a galera ainda acha que criar conteúdo para internet é ‘bobeirinha para passar o tempo’. Ele era convidado e estava superenvergonhado. Péssimo.”

No Twitter, o próprio Mario Junior afirmou que se sentiu muito humilhado. “Tentar fazer o bem sem julgar e atrapalhar ninguém incomoda muita gente. O TikTok não é apenas um aplicativo, eu já ajudei bastante gente que precisou. Não desejo para ninguém o que eu passei nesse programa”, afirmou ele.

Procurada, a Jovem Pan afirmou, por meio de sua assessoria, que não vai se pronunciar sobre o ocorrido.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem