Celebridades

Ed Sheeran diz que esposa o ajudou a superar vício em fast food e álcool

Cantor é casado Chery Seaborn desde 2018, mas eram amigos de infância

Ed Sheeran com a esposa Cherry Seaborn
Ed Sheeran com a esposa Cherry Seaborn - Instagram/@teddysphotos
São Paulo

Ed Sheeran, 29, afirmou que seu casamento com Cherry Seaborn foi essencial para a sua saúde física e mental. Em entrevista ao The Sun, o cantor britânico disse que sua esposa o ajudou a reduzir o consumo de bebidas alcoolicas e até mesmo de fast food (comidas industrializadas).

O músico revelou que tem uma personalidade com tendência a vícios, até com redes sociais –ele já passou 19 horas na internet. "Eu sou coberto de tatuagens e meio que não faço as coisas pela metade, então se vou beber, não vejo sentido em tomar uma taça de vinho. Prefiro beber duas garrafas", disse o músico, se referindo ao jeito que pensava.

Sheeran também contou que ao ler a autobiografia de Elton John, enxergou muitas semelhanças com o ídolo, que também enfrentou batalha contra as drogas. "Acho que com o vício, é muito difícil moderar, mas a moderação é a chave."

No entanto, Sheeran disse que tem se inspirado na esposa, que costuma ter uma alimentação saudável e equilibrada. Ele também disse que a companheira não é de beber álcool.

Sheeran e Seaborn são amigos de infância e mantém uma relação desde 2015. Em entrevista ao jornal The Sunday Times, em 2017, o cantor afirmou que "conhecer pessoas era genial mas a única que ficaria é com Cherry."

Os dois se casaram em 2018, em uma cerimônia discreta só para amigos e familiares em Veneza, na Itália. O próprio Ed Sheeran meses depois, revelou que já estava casado durante uma entrevista. Ele falava sobre o álbum No.6 Collaborations Project”, lançado ano passado, quando deixou escapar que uma das músicas era inspirada na esposa.

“Na verdade, foi antes de eu e a Cherry nos casarmos, e eu sabia que nós estaríamos casados quando a música fosse lançada”, disse Sheeran sobre a faixa “Remember the Name”, em parceria com Eminem e 50 Cent.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem