Celebridades

Leo Dias apaga tuítes sobre Anitta após multa de R$ 120 mil: 'Minha mãe só chora'

Jornalista se queixou o judiciário por valor elevado da multa

Anitta e Léo Dias - Montagem
São Paulo

O jornalista Leo Dias, 45, afirmou nas redes sociais, nesta sexta-feira (19), que decidiu apagar posts sobre a cantora Anitta, 27, publicados em sua conta no Twitter. Segundo ele, a Justiça elevou para R$ 120 mil por dia a multa caso ele mantivesse as declarações no ar.

“Realmente, as maneiras como as pessoas conseguem decisões judiciais sem m julgamento sequer me deixam de boca aberta. Minha mãe só chora, achando que eu vou perder meu apartamento. Por ela, apaguei os tuítes”, afirmou o jornalista sem citar o nome da cantora, e completou: “Mas não apaguem da memória de vocês”.

Leo Dias ainda disse que tem sido acusado pela cantora sem provas, mas ele, que, afirma ter provas, é quem era obrigado a se calar. “Agora não venham me culpar se outros áudios vazarem por aí”, postou ele no Twitter, recebendo muitas mensagens de apoio e de repúdio.

Leo Dias e Anitta têm trocado acusações nas redes sociais há cerca de um mês, desde um desentendimento sobre uma publicação do jornalista citando a mãe da cantora. Entre várias farpas, foram vazados áudios de Anitta falando mal de outros famosos e Leo Dias chegou a chamá-la de vagabunda em um entrevista.

“Fui usado por uma vagabunda funkeira e carioca. Vagabunda! Eu não falo no sentido sexual. Eu falo vagabunda no sentido ético. Vagabunda no sentido sexual eu acho até interessante”, afirmou ele, dizendo que Anitta já pediu para que um amigo dele chamasse um terceiro homem para sua relação sexual.

Já Anitta chegou a dizer em meio à repercussão que teve medo de que Leo Dias prejudicasse sua carreira caso não colaborasse com ele. Ela ainda compartilhou o print de uma mensagem que teria sido mandada por Leo Dias a seu assessor, em que ele afirma que “exige que ela jamais o desminta da maneira que ela fez”.

Os seguidores do jornalista se dividiram entre apoio e críticas a ele após a declaração de que havia apagados os posts. “Léo, querido, jamais chame uma mulher de vagabunda, você foi infeliz demais”, disse uma. “Absurdo! Você tem que recorrer, Leo. Isso é um absurdo”, disse outro sobre a decisão da Justiça.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem