Celebridades

Além de coronavírus, Dinho Ouro Preto já teve gripe suína e dengue

Cantor também já foi internado por traumatismo craniano após queda em show

O cantor Dinho Ouro Preto
O cantor Dinho Ouro Preto - Dinho Ouro Preto no Instagram
São Paulo

Dinho Ouro Preto, 55, disse nesta quarta-feira (25) que contraiu o novo coronavírus. Nos últimos anos, o cantor teve também outras doenças infecciosas. Em setembro de 2009, ele foi diagnosticado com a gripe suína, em meio ao surto da enfermidade no mundo.

Mais recentemente, em 2016, Dinho teve dengue. Além das doenças, em 2009, o músico sofreu traumatismo craniano ao cair de uma passarela anexa ao palco durante um show do Capital Inicial em Pato de Minas (MG).

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, da Folha, Dinho afirmou que os sintomas que ele está sentido agora, com o coronavírus, lembram os de quando teve dengue. "Leseira. Náusea. Muita dor de cabeça e muita dor no corpo. Não [os sintomas] o que eu tinha lido a respeito do [corona]vírus."

O cantor afirmou que vai se resguardar em sua casa em São Paulo pelos próximos 15 dias, como foi orientado por médicos. "Estou inteiramente agasalhado. Sou o único em casa morrendo de frio o tempo todo."

Isolado de sua mulher e dos filhos em um cômodo do imóvel, ele diz estar bem, apesar da febre "ainda baixa" que ocorre "todo dia na mesma hora, no fim do dia" —a qual ele vem tratando com novalgina, alimentação adequada e hidratação, -como também foi recomendado por profissionais da saúde. "Se continuar só isso, eu consigo segurar."

"Por enquanto eu estou tranquilo. Nada de mais. É uma exceção. Não quero diminuir a percepção da gravidade [da Covid-19]. Reitero que acho grave, a maior crise da nossa geração possivelmente. Mas eu não tive nada que levasse a precisar de ajuda. Fui abençoado. Vou ficar isolado, me alimentar, me hidratar e esperar", disse.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem