Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Bichos
Descrição de chapéu The New York Times

Hank the Tank, um urso de 230 kg, saqueia ao menos 28 casas na Califórnia

Paintballs, sirenes e tasers já foram usados sem sucesso contra saques

Imagem do urso chamado de Hank, the Tank, que tem saqueados casas em comunidade na Califórnia - Bear League/ The New York Times
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Alyssa Lukpat
The New York Times

Desde o terceiro trimestre de 2021, um urso preto apelidado de Hank the Tank (Hank, o Tanque) vem causando 230 quilos de confusão na cidadezinha de South Lake Tahoe, Califórnia, invadindo mais de duas dúzias de casas para procurar comida e deixando grandes estragos em seu rastro.

Até agora, ninguém conseguiu deter as ações de Hank, disse Peter Tira, porta-voz do Departamento de Fauna e Pesca da Califórnia. Funcionários do departamento e policiais locais tentaram "perturbar" o urso com projéteis de "paintball", balas de borracha, sirenes e armas de choque, mas o animal gosta da proximidade de seres humanos, e da comida deles, e por isso não fica afastado por muito tempo.

"É mais fácil encontrar sobras de pizza do que procurar comida na floresta", disse Tira no domingo (20).

Moradores de South Lake Tahoe já chamaram a polícia a respeito de Hank mais de 100 vezes, de julho para cá, mas o animal continua a saquear as casas dos moradores do condomínio Tahoe Keys, uma comunidade fechada localizada 300 quilômetros a nordeste de San Francisco.

Agora, as autoridades estão pensando em montar uma armadilha para apanhar Hank, e possivelmente em sacrificá-lo."Estamos falando de um urso que perdeu todo o medo dos seres humanos", disse Tira. "O que cria uma situação potencialmente perigosa".

Hank the Tank ganhou esse nome dos moradores locais, e usa seu tamanho e sua força para invadir casas pelas garagens, portas e janelas. Até a quinta-feira (17), ele tinha invadido pelo menos 28 casas em South Lake Tahoe.

Com um peso estimado em 230 quilos, Hank é "excepcionalmente grande", disseram as autoridades estaduais de fauna. Um urso preto médio pesa entre 45 e 135 quilos, no oeste dos Estados Unidos, de acordo com o Departamento de Fauna e Pesca do Estado de Washington.

Mas a dieta de Hank, formada por comida e lixo humano, permitiu que ele crescesse muito mais, disse Ann Bryant, diretora executiva da Bear League, uma organização de resgate a animais selvagens sediada em Homewood, Califórnia.

"Ele não engordou daquele jeito comendo frutas silvestres e insetos", ela disse, acrescentando que não estava claro de que maneira Hank tinha desenvolvido seu gosto por comida humana.

Hank se tornou um dos moradores menos queridos da região em julho do ano passado, a época em que os ursos costumam iniciar seu ciclo de hiperfagia, durante o qual eles acumulam calorias antes de entrar em hibernação no inverno, de acordo com o Serviço Nacional de Parques dos Estados Unidos.

Mas o hábito de Hank de invadir casas não perdeu a força no inverno, o que leva as autoridades estaduais de fauna a imaginar que ele não tenha entrado em hibernação, disse Tira. Às vezes ursos não hibernam, caso tenham acesso a comida durante o ano inteiro, ele disse.

Hank evadiu uma armadilha preparada para ele este mês, e por isso as autoridades estão discutindo uma nova abordagem, e sacrificar o animal é visto como "última opção", segundo Tira.

Se as autoridades transferirem o urso para outra área, isso significaria simplesmente mudar o problema de lugar, ele disse, acrescentando que os santuários de animais da região estão cheios demais para acolher Hank.

E esse é um ponto de desacordo entre as autoridades de fauna da Califórnia e os moradores do condomínio Tahoe Keys. Muitos dos moradores querem que Hank seja enviado a um santuário, e não sacrificado, disse Bryant.

Ursos pretos vivem na área há muitas gerações. Eles sempre coexistiram com os residentes, que aprenderam a não deixar comida exposta e a selar seu lixo em recipientes à prova de ursos. Mas ainda assim ursos de vez em quando causam problemas na área. Em 2007, o The New York Times descreveu os animais como "destruidores de lares".

A situação dos ursos se agravou durante a pandemia, quando mais pessoas se mudaram para a área, e passaram a trabalhar remotamente. Os novos moradores "não estão tão cientes quanto deveriam dos cuidados necessários quanto aos ursos", disse Tira. E depois que pessoas fugiram de South Lake Tahoe por conta do incêndio na mata em Caldor, em setembro, ursos tomaram o lugar dos humanos, caminhando pelas ruas e entrando nas casas da cidade, ele disse.

Ainda que os moradores não queiram que Hank vandalize suas casas, desejam que o animal seja tratado com respeito, disse Bryant. As autoridades estaduais removeram uma armadilha para ursos da área depois que alguém pichou "matadores de ursos" nela.

Os moradores se apressam a acrescentar que Hank é gentil e doce. Quando ele invade uma casa, seu interesse é muito mais pela comida do que pelas pessoas que possa encontrar lá dentro, ela disse. "Ele só se acomoda lá e come", disse Bryant. "Não ataca as pessoas. Não rosna. Não faz cara feia".

Ainda que alguns moradores tenham reportado que Bryant causou estrago considerável em seus imóveis, ele não feriu qualquer ser humano, segundo as autoridades. "Por que um urso grande e bobo como esse precisa morrer?", disse Bryant.

Traduzido originalmente do inglês por Paulo Migliacci

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem