Astrologia

Lula poderá alcançar seus objetivos em 2021; para Doria, ano será de renovação

Veja também as previsões para Boulos e Bruno Covas no próximo ano

Lula no 1º turno das eleições municipais - Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 75, deve continuar com muitos apoiadores no ano de 2021, segundo aponta a astróloga e numeróloga Márcia Sensitiva. Ela afirma que o político será regido por um ano 14, que indica a conclusão de um ciclo importante.

De acordo com a esotérica, Lula está fazendo tudo certo para que os seus objetivos sejam alcançados. "E serão", diz.

Já a consultora espiritualista Maria Itália não vê um 2021 muito positivo para o político petista. "Por mais que ele tente continuar a expressão política, não vai conseguir reerguer seu nome nem o do PT", afirma. Ela acrescenta que deverá surgir um novo partido, que vai "imitar o PT", e que fará Lula perder a sua força.

Alçado a novo nome forte da esquerda após ficar em segundo lugar na disputa à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), 38, será regido por um ano 16 em 2021, segundo Márcia Sensitiva. Isso, afirma ela, indica rompimentos das normas que o aprisionam e novos inícios.

"É um ano que tem a possibilidade de acidentes, imprevistos e prejuízos", destaca ela. "Tudo deverá ser construído em bases mais sólidas", conclui.

SÃO PAULO

Outro nome forte da política nacional e possível candidato à Presidência nas próximas eleições, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), 63, terá um 2021 de renovação e oportunidades, segundo previsão de Márcia Sensitiva.

"O que ele plantou, ele vai colher. Se ele plantou coisas boas, vai colher. Se não, vai levar chumbo. É bem isso", afirma ela. Para a astróloga e numeróloga, o plano de Doria para imunização da população do estado com a vacina Coronavac tende a dar certo.

Já a terapeuta holística Lígia Schincariol prevê um 2021 de mudanças para Doria. "Ele vai observar as coisas por um outro ângulo, descartando as ideias antigas, os preconceitos, e procurando fazer coisas novas e diferentes", afirma.

Segundo ela, é um ano em que o político não deve planejar demais nem ter horários rígidos. "É indicado que ele procure contato com as pessoas e mantenha a mente e o corpo em atividade", diz.

Lígia Schincariol afirma que acontecerão também muitas mudanças até a vacina contra a Covid dar certo e "ser efetiva". Ela complementa que a briga entre Doria e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) seguirá acirrada. "Com Bolsonaro buscando o poder, e Doria, a popularidade."

Já Bruno Covas (PSDB), 40, tende a ter um 2021 muito bom. "É um ano de coragem, domínio emocional, superação, ação, segurança e realizações. Ele terá muita energia, muita força de vontade em seus projetos. É um ano muito legal para esse cara, vai realizar muitas coisas boa, e estará com vitalidade", afirma Márcia Sensitiva.

Segundo Lígia Schincariol, Covas terá um ano dedicado a resolver problemas pendentes e a aconselhar e dar assistência quando necessário à sua família e à população. "Período em que busca harmonia em todas as áreas de sua vida", diz.

Ela complementa que até os 49 anos, o político deverá dar uma atenção especial a sua saúde. Em dezembro, Covas fez sessões de radioterapia em nova etapa do tratamento contra o câncer na cárdia, localizado na transição entre o estômago e o esôfago, diagnosticado há um ano.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem