Você viu?

'O que aconteceu em minha vida depois que ganhei na loteria aos 22 anos'

Jamie Heavens, um carpinteiro de Bournemouth, tirou a sorte grande com uma raspadinha da National Lottery
Jamie Heavens, um carpinteiro de Bournemouth, tirou a sorte grande com uma raspadinha da National Lottery - BBC News Brasil/Jamie Heavens
Descrição de chapéu BBC News Brasil

"Voltei para o caminhão, parei em um acostamento e raspei. Então, eu ganhei 1 milhão de libras (R$ 5,4 milhões)". Jamie Heavens, um carpinteiro de Bournemouth, tirou a sorte grande com uma raspadinha da National Lottery, a loteria britânica, quando tinha 22 anos.

Muitos gostariam de estar no lugar dele naquele moomento. Mas não deve ser tão fácil assim decidir sobre como gastar o dinheiro —escolher, por exemplo, quem receberá um pouco da bolada.

Sem mencionar as histórias de sucesso na loteria que terminaram mal, de pessoas que ficaram milionárias da noite para o dia e depois tiveram suas vidas arruinadas. Então, como é realmente ganhar muito e de repente? Vale a pena?

No 25º aniversário da primeira loteria nacional, Jamie teve a chance de descobrir. "Eu estava a caminho do trabalho e meu tio me pediu para encher o tanque do caminhão com um pouco de combustível", diz Jamie, que memorizou a maioria dos pequenos detalhes daquele dia.

"O primeiro posto de gasolina não estava aceitando cartões de combustível, então passei para o próximo. "Quando entrei na fila, percebi que tinha escolhido o sabor errado de Lucozade (energético). Voltei e peguei um diferente —e então o cara na minha frente comprou a mesma raspadinha que eu."

Minutos depois, Jamie pôde agradecer, no pensamento, o "cara na frente" pelo fato de ter um bilhete premiado nas mãos. "No começo, eu não acreditei no começo. Raspei os números e o bilhete dizia que eu tinha ganhado um milhão de libras. Acho que a única outra vez que me senti assim foi quando meu filho nasceu."

A primeira decisão foi difícil: se iria ou não trabalhar. "Não pude ligar para a loteria nacional porque as linhas telefônicas não abrem antes das nove, então pensei em ir trabalhar. "Cheguei ao trabalho. Sem sinal."

Só quando Jamie subiu ao topo de um telhado é que conseguiu completar a ligação —e confirmar que era um milionário. "A ficha não cai até que o dinheiro aparecer na conta bancária. Vem uma sensação de alívio de que você pode ir e fazer o que quiser."

Mas depois de algumas extravagâncias (um carro e um casamento), Jamie diz que tem sido bastante contido com seu dinheiro. "As pessoas pensam que sou cheio da grana —que tenho muito dinheiro e posso simplesmente comprar o que quero todos os dias. Mas não é assim."

"Estou vivendo uma vida confortável agora. Estou administrando meu próprio negócio, tenho minha própria família, mas não é o caso de que se eu quero um carro que custa 70 mil libras (R$ 380 mil), vou sair e comprá-lo".

"Ainda tenho uma consciência financeira das coisas. Vivo um dia a dia normal, me pago um salário normal e minha esposa vai trabalhar dois dias por semana. "Compramos algumas propriedades, não temos hipotecas sobre elas. O dinheiro deixa você mais confortável, mas não deve mudar o jeito como você vive sua vida."

Jamie "ajudou" alguns de seus amigos e familiares com algum dinheiro. Agora com 25 anos, ele admite que as coisas poderiam ter sido diferentes se tivesse ganhado mais dinheiro, mas diz que tem sorte porque sua conquista não parece ter mudado seu relacionamento com seus amigos.

Eles ainda pagam rodadas para ele quando estão no pub."Acho que as pessoas respeitam o fato de que sim, ganhei muito dinheiro —mas o cara continua trabalhando duro". E, se você está se perguntando, ele ainda compra raspadinhas. 

"Sim, sim. Se alguém comprar uma na minha frente, eu pego na certa." "A esposa continua me incomodando: 'Pare de gastar dinheiro na loteria porque você não vai ganhar de novo." "Eu digo: espere um minuto, você disse isso antes e veja onde estamos agora!"

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem