Você viu?

Brasileiros enchem perfil de homem chamado Aaron Samuels com avisos de que Regina George o trai

Um homem chamado Aaron Samuels publicou um vídeo no Facebook, neste sábado (16), para agradecer aos brasileiros por terem lhe avisado de que Regina George o trai toda quinta na sala de projeção em cima do auditório.

A brincadeira faz referência à fala mais famosa do filme “Meninas Malvadas”, lançado em 2004 e que contava com Lindsey Lohan e Amanda Seyfried no elenco.

No longa, Cady, a personagem de Lohan, se apaixona por Aaron Samuels (interpretado pelo ator Jonathan Bennett), mas o rapaz está em um relacionamento no mínimo complicado com Regina George, a garota mais influente e popular da escola.

Uma das meninas do grupo das populares, então, deixa escapar que Regina trai o namorado toda quinta na sala de projeção em cima do auditório, e Cady tenta armar um flagra para tentar conquistá-lo.

Como a frase do longa ficou famosa nos últimos anos, diversos brasileiros, segundo Samuels, mandaram mensagens para ele no Facebook, nesta sexta (15) “alertando” a traição.

No começo, ele pediu ajuda para que alguém tentasse traduzir do português a famosa frase e até chegou a pensar que estava sendo hackeado, mas depois acabou entrando na brincadeira.

“Eu acordei essa manhã achando que ia ser um dia normal, que ia sair e brincar um pouco com o meu gato. Mas todo mundo me dizia que ela estava me traindo, e eu não teria percebido se não fosse devido ao Brasil inteiro. Obrigado, Brasil”, completou.

No vídeo, Samuels, que se descreve como um empreendedor da cidade de Los Angeles, também coloca diversas montagens do filme com seu rosto e até afirma que algo pode acontecer no dia 3 de outubro, outra famosa referência ao filme.

Aaron Samuels, o empreendedor de Los Angeles, recebeu diversos avisos dos brasileiros de que está sendo traído
Aaron Samuels, o empreendedor de Los Angeles, recebeu diversos avisos dos brasileiros de que está sendo traído - Reprodução/Facebook/aaronlevysamuels

 ​

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem