Você viu?

Mulheres denunciam machismo de amigos com a hashtag #MeuAmigoSecreto

Em mais uma campanha de conscientização sobre opressões, internautas estão utilizando a hashtag "natalina" #MeuAmigoSecreto para denunciar casos de machismo e outros episódios de discriminação.

Em sua maioria mulheres, usuários do Facebook e do Twitter compartilham casos reais ou fictícios de abuso, preconceito e violência sexual. "#MeuAmigoSecreto acha que uma mulher que bebe ou que anda sozinha depois das 21h não merece respeito", escreveu uma internauta.

"#MeuAmigoSecreto é militante de esquerda, mas responde qualquer mulher que discorda dele com sarcasmo e desprezo. #MeuAmigoSecreto é todo de lutas, mas abusa psicologicamente da namorada. #MeuAmigoSecreto já me falou 'sem usar essa carta do estupro, vai, eu posso ser assaltado também' quando eu estava falando sobre o medo de andar sozinha de noite."

Na esteira de campanhas como a #MeuPrimeiroAssédio e #ElesPorElas, a hashtag mobiliza as redes sociais com o objetivo de conscientizar os internautas para situações de preconceito. Uma página no Facebook foi criada para coletar, anonimamente, os relatos compartilhados.



Mas nem só de relatos de violência vivem as campanhas. Uma reação busca coletar exemplos positivos em que mulheres encontraram apoio em sua rede de amizades. "#MinhaMigaSecreta me empodera", puxa uma usuária. #MinhaMigaSecreta não me julga e tá sempre de coração aberto quando eu mais preciso de um colo", contou outra. #MinhaMigaSecreta me apoia quando eu preciso, me escuta e me ajuda."







Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias