Você viu?

Monge budista japonês passa nove dias sem comer, beber e dormir

Um monge budista japonês concluiu na última quarta-feira (21) um ritual de nove dias durante o qual deixou de comer, beber e dormir, e cantou 100 mil sutras.

O teste de resistência de Kogen Kamahori, de 41 anos, o converteu em uma encarnação de Buda, informou o jornal japonês "Asahi".

Ainda segundo o jornal, Kamahori foi a primeira pessoa a completar a prova em oito anos.

O monge saiu de instalações de treinamento do monte Hieizan, um lugar sagrado do oeste do Japão, onde era esperado por 600 pessoas que queriam felicitá-lo.

Vestido com uma túnica branca, apareceu brevemente antes das duas da madrugada, cercado por outros monges.

O ritual é considerado a parte mais dura de um treinamento de sete anos, que inclui a obrigação de caminhar durante mil dias não consecutivos ao redor do monte para alcançar a iluminação.

Kamahori caminhou durante 700 dias ao redor do monte antes de começar seu jejum. Deve terminar o treinamento que começou em 2011 no fim de 2017.

Crédito: Maria do Carmo/ Folhapress

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias