Você viu?

Carta escrita por Albert Einstein é encontrada em escola brasileira

Dentro de um pesado cofre na sala da direção, funcionários do colégio Anchieta, de Porto Alegre, encontraram uma relíquia: uma carta escrita e assinada por Albert Einstein, um dos mais importantes nomes da física moderna.

Datada de 24 de junho de 1951, a correspondência traz uma mensagem sobre a importância do conhecimento, endereçada aos alunos da instituição.

"Quem conheceu a alegria da compreensão conquistou um amigo infalível para a vida. O pensar é para o homem o que é voar para os pássaros. Não toma como exemplo a galinha quando podes ser uma cotovia", escreveu o físico, em alemão.

Segundo a escola, a carta foi levada a Porto Alegre pelo padre Gaspar Dutra, então diretor, que encontrou Einstein na Universidade de Princeton, em Nova Jersey, durante uma temporada de estudos nos Estados Unidos. O documento chegou ao Brasil acompanhado de uma foto exclusiva, feita pelo fotógrafo Marcel Sternberger.

O material passou por análise de uma grafologista para que fosse atestada sua veracidade. A perita Liane Pereira comparou assinaturas de Einstein em diferentes documentos pesquisados.

Crédito: Marcel Sternberger/Divulgação Carta de 1951, escrita e assinada por Albert Einstein, encontrada no colégio Anchieta, de Porto Alegre
Carta de 1951, escrita e assinada por Albert Einstein, encontrada no colégio Anchieta, de Porto Alegre

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias