Viva Bem
Descrição de chapéu
The New York Times

Pandemia causa busca por aquários de luxo gigantes e de preços elevados

Tanques elaborados misturam decoração, entretenimento e apego à fauna

Aquário privado de água salgada de luxo projetado pela Infinity Aquarium Design, em Los Angeles

Aquário privado de água salgada de luxo projetado pela Infinity Aquarium Design, em Los Angeles NYT

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Candace Jackson
The New York Times

Trancados em casa durante a pandemia, muitos americanos adotaram gatos e cachorros como companhia. Outros começaram a se dedicar a um hobby mais complicado no ramo dos animais de estimação: aquários domésticos de luxo. Os aquários feitos sob medida de que estamos falando são uma mistura de decoração, entretenimento, apego à fauna e abrigo para animais, e podem pesar até 34 toneladas, com os mais caros atingindo custos de até US$ 750 mil (R$ 4,2 mi).

"Vimos um tremendo boom em nossos negócios", disse Nic Tiemens, da Infinity Aquarium Design, de Los Angeles. Ele disse que a demanda cresceu em mais de 400% desde o começo da pandemia, e continua forte. Clientes que talvez desejassem há muito tempo instalar um aquário em casa ficaram confinados por conta da pandemia e enfim decidiram fechar negócio, ele afirmou.

Em um período mais típico, ele costumava instalar um grande aquário caseiro a cada dois ou três meses, mas agora está montando múltiplos aquários por mês. A empresa está com sua agenda lotada até o terceiro trimestre de 2022. Alguns dos aquários que eles constroem são rivais das instalações de aquários públicos, em termos de escala e dimensões.

Muitos americanos de alta renda decidiram mudar de casa e ampliar seu espaço de moradia, durante a pandemia, e os designers de aquários dizem que boa parte de sua demanda vem de clientes que já recorreram aos seus serviços no passado e agora desejam expandir o lar de seus animais de estimação aquáticos, da mesma forma que estão expandindo o espaço residencial humano em torno deles.

"Os aquários estão ficando sempre maiores, cada vez maiores, e as casas em que eles são instalados, cada vez mais caras", disse Gerry Calabrese, fundador e presidente da SeaVisions, uma empresa criada há 40 anos no sul da Flórida que instala aquários em casas e empresas em qualquer lugar do planeta. Ele já construiu tanques caseiros com capacidade para até 19 mil litros de água. "E jamais estivemos tão ocupados", disse.

Craig Atkins, incorporador imobiliário em Newport Beach, Califórnia, contratou Tiemens para projetar e instalar um aquário com capacidade para 5.700 metros de água na sala de visitas de sua casa em Lido Isle, uma ilha artificial construída ao largo da costa na área do porto de Newport Beach. Atkins, que pratica mergulho regularmente e conta que ensinou seus dois filhos a mergulhar quando eles tinham cinco anos de idade, queria trazer a sensação do mar para dentro de sua casa. "Todos nós somos apaixonados por peixes", ele disse.

Na casa em que morava antes, ele tinha um aquário feito sob medida de 3,30 metros de comprimento –mais ou menos o tamanho de um sofá extra-longo. Para sua casa nova, ele queria um tanque ainda maior. O aquário de água salgada que ele encomendou tem 4,5 metros de largura –o tamanho da maior peça de acrílico disponível. Tiemens disse que a largura do aquário é suficiente para que ele seja visível a 100 metros de distância, pelas janelas de vidro da casa. "Eu gosto de dizer que o aquário tem posição central em Newport Beach", afirmou Tiemens.

Encaixar o novo aquário em uma casa já existente foi um processo desafiador. "Comprei essa casa mais ou menos por impulso, porque ficava em um lote no canto da ilha", disse Atkins. "E aí começamos a quebrar a cabeça sobre como encaixar o aquário". Não foi fácil. Atkins disse que os operários que cuidaram da construção do aquário tiveram de dormir na casa por um par de noites, e que trabalharam sem parar para completar o tanque em tempo.

Primeiro, um empreiteiro teve de instalar reforços de aço no piso a fim de lidar com o peso de nove toneladas –a água é pesada. Em seguida, eles reformaram um espaço do porão usado originalmente como adega e converteram a área em sala de filtragem, com capacidade da ordem de cerca de 1.100 litros. De lá, água marinha filtrada é bombeada para o tanque por seis linhas diferentes, instaladas sob o assoalho. Essa instalação garante que o aquário funcione silenciosamente na sala de visitas.O tanque foi ocupado por coral sintético e uma colorida mistura de peixes tropicais como peixes-anjo, peixes-papagaio e peixes-vaca. "É como uma instalação de arte viva", disse Atkins, que disse que gosta de alimentar os peixes em pessoa. (Eles comem algas marinhas de qualidade semelhante às usadas em sushis, camarões e krill.) Atkins disse que gastou cerca de US$ 125 mil (R$ 702 mil) no aquário e no equipamento necessário a mantê-lo funcional.

A instalação e montagem original é só uma parte das despesas que proprietários de aquários precisam levar em conta. Os peixes mesmo podem custar centenas de dólares cada, ou até mais (os exemplares mais caros, como um peixe-anjo mascarado, podem ter preços superiores a US$ 15 mil —R$ 84 mil) . E as empresas mais sofisticadas do mercado dizem que clientes podem pagar até US$ 5.000 (R$ 28 mil) por semana pela limpeza e manutenção. Tiemens, da Infinity, diz que uma base de cálculo razoável é estimar um custo de cerca de 50 centavos de dólar por mês por litro de capacidade do tanque, embora os custos possam variar loucamente a depender do tipo de comida e dos remédios que os peixes requeiram. (Os remédios vêm em forma líquida e são geralmente ministrados em tanques separados de quarentena, a fim de impedir a disseminação de doenças.)

Brad Barton, médico especializado em serviços de emergência em Orange, Texas, encomendou um aquário feito sob medida para sua casa nova, concluída há seis meses. Barton disse que a casa, que tem vista para um grande lago artificial na fronteira entre os estados do Texas e da Louisiana, foi projetada a base em duas coisas: a vista para a água e o aquário.

Ele disse que a vida marinha vem sendo seu hobby desde a infância. Quando chegou à universidade, ele já tinha um aquário de 470 litros, que conseguiu de graça ao encontrá-lo descartado em um laboratório de química. Quando chegou a hora de construir o aquário de seus sonhos, para a casa nova, ele queria alguma coisa única e criada especialmente para o espaço em que estaria instalada. Contratou a SeaVisions para projetar um aquário de água salgada com dois lados envidraçados e capacidade de 3.800 litros, que substituiria um dos espaços delimitados por arcos em sua sala de visitas.

Os peixes, ele disse, têm personalidades únicas e formam relacionamentos uns com os outros que são fascinantes de acompanhar. Há um peixe-palhaço que alimenta uma anêmona marinha e brinca com ela. E um labrídeo (Macropharyngodon meleagris) vai dormir religiosamente às 19h35 e acorda exatamente 12 horas mais tarde. Barton se recusou a dizer quanto gastou na construção de seu aquário, mas admitiu que foi "muito caro" e comentou que "eu poderia ter comprado um carro muito bom pelo mesmo dinheiro".

Porque Barton vive em uma área de difícil acesso, ele ainda não encontrou uma empresa capaz de realizar a manutenção de um aquário como o seu em base regular, e por isso ele cuida desse trabalho sozinho, limpando o aquário, alimentando os peixes e mantendo o balanço químico da água, que ele disse requerer monitoração diária e uma limpeza a cada duas semanas.

O boom na construção de aquários de grande porte coincidiu com uma escassez de materiais essenciais para sua construção, como o acrílico, disse Tiemens. Lojas de alimentos, salões de beleza e muitas empresas em todo o planeta passaram a usar acrílico em grande quantidade para criar proteções contra o contágio, no pico da crise da Covid. Calabrese disse que os piores atrasos já passaram, mas que as entregas de suprimentos continuam um pouco defasadas. O prazo de construção de um grande aquário mais ou menos dobrou, de três para seis meses, ele disse.

Obter peixes também se tornou mais complicado. Algumas ilhas tropicais remotas suspenderam ou restringiram o comércio, disse Calabrese, o que torna difícil conseguir alguns peixes tropicais. Os cirurgiões-amarelos, peixes de cor muito viva naturais do Havaí e muito procurados para aquários, passaram por uma disparada de preços e encontrá-los se tornou muito mais difícil, ele disse. (O preço dessa variedade peixe subiu de menos de US$ 100 —R$ 560— para mais de US$ 500 —R$ 2.800— por exemplar.) Estão surgindo novas fazendas de aquicultura para criar peixes de forma sustentável, mas nem todas as espécies são passíveis de criação por esse método.

Keith Poliakoff, advogado em Fort Lauderdale, Flórida, recentemente adquiriu um aquário de 2.100 litros para seu escritório caseiro –na sua casa anterior, ele tinha um aquário de 570 litros. O aquário de água salgada tem corais vivos, que Poliakoff disse ter sido caro e difícil de cultivar e manter, mas também compensador (Ele compra corais que cresceram em cativeiro). Poliakoff une pequenos fragmentos de corais, que por fim se combinam e formam corais maiores –um processo que pode levar anos. Ele selecionou peixes que vivem em segurança nos recifes de coral, entre os quais peixes-palhaço, que não comem corais ou prejudicam seu crescimento.

"Poder ter um aquário no qual você cultiva corais e consegue que eles cresçam, em um ambiente protegido", ele disse, "ajuda outras pessoas a apreciar a beleza do coral e da vida marinha em geral". O aquário, projetado pela SeaVisions, está instalado na parede de uma área por trás de um bar.

Para as pessoas que querem instalar ou construir um aquário em uma casa nova, o processo idealmente deveria começar cedo. Tiemens recentemente acompanhou um casal e seu corretor de imóveis na busca por uma casa em Los Angeles.

O casal queria uma casa com uma sala de estar capaz de acomodar um aquário de 2.900 litros. Eles terminaram por encontrar um imóvel com condições ideais para o aquário, com um quarto e banheiro que eles converteram em espaço para o equipamento de filtragem, e um tanque separado para quarentena. Tiemens e sua equipe usaram uma empilhadeira para carregar o aquário para dentro da casa e depois criaram armários e estantes personalizados em torno dele.

Colocar um aquário de luxo em um apartamento cria complicações adicionais. Justin Muir, proprietário e designer principal da City Aquarium, de Nova York, disse que estruturas de apoio adicionais, como placas de aço para reforço de pisos, são essenciais. Mas isso pode elevar o custo em dezenas de milhares de dólares. Os conselhos dos condomínios residenciais muitas vezes definem o tamanho máximo de aquário que um proprietário poderá escolher. Mas ainda assim, disse ele, é possível construir um aquário razoavelmente grande –de 600 a mil litros, ou 1,80 a 2,50 metros de comprimento– em edifícios altos.

Durante a pandemia, a empresa dele voltou suas atenções a casas de subúrbio, quando muitos de seus clientes que costumavam viver em apartamentos em Manhattan se mudaram para Long Island, Nova Jersey e Connecticut. Mas ele também conquistou clientes novos. "Se você vai ficar preso em casa trabalhando", disse Muir, "essa é com certeza a melhor hora para criar um aquário".

Os avanços tecnológicos dos últimos anos tornaram a manutenção mais fácil e mais precisa. Calabrese disse que monitora remotamente os aquários de muitos clientes e que recebe alertas quando o pH ou a temperatura da água está anormal.

O lado negativo é que isso o deixa permanentemente de plantão. "Clientes me mandam emails às 22h de sábado dizendo que um peixe ficou preso atrás de uma pedra e não consegue sair", ele conta. "As pessoas entram em pânico. Mas peixes gostam de se esconder".

Traduzido originalmente do inglês por Paulo Migliacci

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem