Publicidade

televisão

SBT recorre de multa por fazer publicidade disfarçada em programas infantis

31/10/2011 - 07h30

Publicidade

DE SÃO PAULO

O SBT resolveu recorrer da multa de R$ 1 milhão que recebeu do Ministério da Justiça, acusado de divulgar publicidade disfarçada em sua programação infantil.

Band diz que não quer UFC 2012 para não masculinizar a grade
Três atores disputam a vaga de Rafinha no "CQC"
Renato Kramer: "Fantástico" inova e se renova

A acusação, feita pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, pesa sobre as gincanas de prêmios dos programas "Bom Dia & Cia" e "Carrossel Animado".

A alegação do Ministério é que nesses jogos por telefone, os apresentadores anunciam as marcas dos brinquedos em vez do nome dos produtos. Exemplo: chamam boneca de "Barbie" e videogame de "Playstation".

Segundo o MJ, essa prática descumpre o artigo 36 do Código de Defesa do Consumidor, que diz que a publicidade deve ser veiculada de forma que o consumidor a identifique facilmente como tal. O órgão também considera essas gincanas uma forma de publicidade abusiva, uma vez que o público alvo são as crianças.

A Folha apurou que a emissora já está recorrendo da multa. O SBT também não pretende parar de chamar os prêmios dos programas pela marca dos produtos, alegando que é assim que as crianças os conhecem.

A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta segunda-feira (31). A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

  • Últimas notícias 
  •  

gostou? leia também

  •  

Publicidade

resumo das novelas

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha