Televisão

Atrás da classe C, FX entra no time dos dublados

Sem ligar para a chiadeira dos assinantes, o canal FX resolveu entrar em um time que só cresce na TV paga: o de canais dublados.

De olho no sucesso em audiência dos canais TNT, Telecine Pipoca e Fox, o FX passou a oferecer neste mês, sem alarde, praticamente toda sua programação dublada, com exceção das séries "Dexter" e "Spartacus".

Em algumas operadoras os programas passam a ter a opção em português ou com áudio original, em inglês. No entanto, não haverá legendas.

A mudança provocou protestos na internet. O fórum do canal na web está lotado de reclamações de assinantes que não querem filmes e séries dublados. A maioria diz que a TV paga deve deixar esta opção para a TV aberta.

A dublagem no FX também busca claramente alcançar um novo público da TV por assinatura: a classe C. Segundo pesquisa do Data Popular, instituto especializado em estudos com público de classes emergentes, 58% da nova classe média brasileira gosta de assistir filmes e séries estrangeiros e 76% opta pelos dublados.

A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta segunda-feira (08). A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias