Televisão

'Superstar' estreia terceira temporada com 'rainha má' no trio de jurados

"Superstar" (Globo) retorna no próximo dia 10 em novo horário e com regras diferentes. As bandas inscritas na terceira temporada do reality terão que passar pelo crivo de uma "rainha má", como se autointitula Daniela Mercury, o novo nome do trio de jurados composto também por Sandy e Paulo Ricardo.

Fernanda Lima continua na apresentação do programa, que passa a ser exibido nas tardes de domingo, após o "Esporte Espetacular". Diretor Geral da atração, Frederico Oliveira garante que a mudança não tem relação com o sucesso que "The Voice Kids" alcançou na mesma faixa: "A alteração ocorreu para atender um público que desejava assistir à competição, mas não conseguia porque ela terminava muito tarde [a exibição era às 23h do domingo]".

A partir desta edição, as bandas serão julgadas duplamente na fase inicial. Além de alcançarem 70% dos votos necessários para continuar no reality, elas serão classificadas em um ranking: as quatro mais bem posicionadas seguem direto para a próxima etapa, as demais participam de uma repescagem no quinto episódio.

Na segunda fase, os concorrentes serão examinados pelo público, pelos jurados e por convidados semanais. Ao trio de avaliadores não caberá mais o papel de "padrinhos" das bandas, eles apenas julgarão as apresentações.

<> Galeria
SuperStar
SuperStar
Terceira temporada de reality da Globo

O distanciamento dos competidores deve ajudar Sandy, que prometeu ser mais criteriosa nesta temporada. "Meu coração falou mais alto algumas vezes e acabei dando sim para pessoas que não mereciam estar ali", disse.

Ela compôs "Respirar" com a banda Reverse, que participou do programa em 2015. A canção faz parte de seu DVD "Meu Canto", cujo lançamento está previsto para o final de abril.
Paulo Ricardo, também já veterano na atração, conta que os colegas o classificam como o "intelectual" da turma. "Acho relevante trazer informações mais técnicas para o público, que geralmente é leigo. É parte da minha bagagem como crítico musical".

Rainha Má

Ocupando o lugar que foi de Thiaguinho, Daniela diz que "não tem pena" de julgar e que fará o papel de "rainha má" da competição. A cantora baiana já foi técnica da versão portuguesa do "The Voice Kids" em 2014. "Acho que tenho jeito de professora", afirma.

A jornalista viajou a convite da Globo

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias