Televisão

Fora do 'BBB15', Luan diz que inventou história de homicídio para 'sobressair' no jogo

Sétimo eliminado do "BBB15", o carioca Luan disse, em sua primeira entrevista fora do confinamento, que mentiu quando contou ter matado um adolescente no Morro do Alemão em 2010, quando era militar.

"Na verdade, foi uma experiência que, no calor do jogo, acabei inventando", afirmou. "A gente vê tantas pessoas com histórias legais de vida e acaba criando algo para sobressair."

O relato, feito em seu primeiro dia no reality show, rendeu ao ex-"brother" um problema com a polícia do Rio.

Em janeiro, a Divisão de Homicídios da Capital (DH) chegou a anunciar que poderia ir até o Projac, complexo de estúdios da Globo, para tomar o depoimento sobre o caso, mas recuou e no início deste mês informou que aguardaria a saída do carioca do programa.

Na conversa com jornalistas, Luan disse não se lembrar do dia em que falou sobre o assunto e que "não imaginava" a repercussão ganhada pelo episódio fora da casa.

Ele deixou o confinamento nesta terça (10), com 87% de rejeição —porcentagem recorde desta edição do reality show.

Para o ex-"brother", o prejudicou no jogo o barraco que protagonizou na madrugada da última quinta (5), quando provocou tumulto na casa inteira por conta de uma discussão com Amanda. Luan, porém, não vê motivos para ser alvo de rejeição tão grande.

"Voltei de dois paredões. Nunca imaginei que ia sair com uma porcentagem dessas."

Sobre o futuro, o carioca disse que "vai ver o que aparece de trabalho".


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias