Televisão

Luan é eliminado do 'BBB15' com rejeição recorde da edição

O carioca Luan foi eliminado do "BBB15" nesta terça-feira (10). Ele pode ter como um de seus primeiros compromissos fora do confinamento prestar depoimento à polícia.

O "brother" deixou a casa com 87% dos votos. A porcentagem superou a rejeição de 69% de Angélica e bateu o recorde desta edição do programa.

Indicado pela líder Amanda, ele disputou seu terceiro paredão com Cézar, que esteve na berlinda pela segunda vez.

Ex-militar, Luan se envolveu em uma polêmica já no primeiro dia do reality show, ao contar para outros participantes que acertou um tiro na cabeça de um adolescente de aproximadamente 16 anos durante a operação de pacificação do Morro do Alemão, no Rio, em 2010.

No início deste mês, a polícia civil do Rio informou que aguardaria a eliminação do carioca para ouvi-lo sobre o suposto homicídio. Em janeiro, após as declarações do então "brother" na casa, a instituição chegou a anunciar que poderia ir ao Projac, complexo de estúdios da Globo, para tomar o depoimento.

Como só há o relato de Luan sobre o caso, a Divisão de Homicídios da Capital (DH) pediu à emissora a íntegra das imagens em que ele menciona o episódio e, ao Exército, dados sobre sua participação em ações no Alemão.

As informações estão sendo avaliadas e, com a eliminação do carioca, uma data para sua convocação à delegacia deverá ser marcada. Só depois da análise dos elementos e do depoimento, a polícia decidirá se será necessária uma investigação sobre o caso.

Luan ganhou a antipatia de alguns colegas de confinamento ao protagonizar o maior barraco desta edição do reality show. Ele envolveu quase toda a casa em uma discussão que teve com Amanda, ao insinuar que ela mantém interesse por Fernando, mesmo depois do fora que levou no início do jogo.

O carioca também violou duas vezes as regras de alimentação da casa. Em um dos episódios, provocou uma punição que restringiu a comida para todos os participantes do programa.


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias