Televisão

Débora Falabella diz que sua personagem é álibi perfeito para psicopata de 'Dupla Identidade'

Durante o processo de pesquisa para escrever "Dupla Identidade" (Globo), a autora Glória Perez percebeu que psicopatas como o serial killer Eduardo (Bruno Gagliasso) costumavam atrair mulheres com uma personalidade fluida, uma particularidade típica do Transtorno Borderline.

As pessoas que têm o transtorno Borderline se caracterizam por viver sempre no limite de suas emoções, construindo sua identidade através de uma entrega total ao outro. É o caso de Ray (Débora Falabella), uma mãe solteira que acaba se apaixonando pelo psicopata Eduardo (Bruno Gagliasso).

"É o par perfeito, mas totalmente ao contrário. É um cara totalmente sem emoção que vive com uma mulher que vive no limite das emoções. Ela sempre vai comprar a briga, ela sempre vai ser o álibi perfeito", explica Falabella.

O contraste entre a história de amor entre Ray e Eduardo e os assassinatos cometidos por ele causaram confusão até mesmo para a atriz, que preferiu não se aprofundar muito na dinâmica de relacionamento do casal, já que Ray sequer suspeita da dupla identidade do namorado.

"É a vida normal que ele inventou para ele. Eu acho que ela, primeiro, desperta uma aflição do público. Ela várias vezes é confundida por ele e se torna uma possível presa", adianta a atriz.

Inicialmente cotada para estrelar a próxima novela das 19h, "Alto Astral", Falabella desmentiu os boatos de que teria desistido do papel depois que soube que Bruno Gagliasso havia deixado a trama. A personagem ficou com Nathalia Dill.

"O que aconteceu é que eu já tinha outro trabalho, que talvez aconteça depois desse e eu preferia fazer esse outro trabalho e eu fiquei meio sem saber o que fazer. Aí fui chamada para fazer 'Dupla identidade' em vez da das 19h", explicou.

"Mas esse negócio que eu desisti por que descobri que Bruno não ia fazer, isso tudo é muito invenção, é engraçado como as pessoas às vezes vão para outros lugares na imprensa que te chateiam", encerrou.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem