[an error occurred while processing this directive]
Televisão

Mayana Moura diz que personagem é "rockstar gótica" em "O Tempo e o Vento"

Clássico da literatura brasileira, a trilogia "O Tempo e o Vento", de Érico Veríssimo, virou filme em 2013 e chega à televisão em 2014 como minissérie de três capítulos.

Na telinha, a saga da família Terra Cambará pelos pampas gaúchos será expandida para cobrir mais uma geração presente no livro, mas que ficou de fora da versão cinematográfica: o romance de Bolívar Cambará (Igor Rickli) e a misteriosa Luzia (Mayana Moura).

"O Tempo e o Vento" recria universo de Veríssimo com personalidade própria
Globo fará nova tentativa de emplacar programa com Adnet
Maria Melilo é vista em clima de intimidade com vilão do "BBB5"

A história do casal faz parte do livro "O Continente", a primeira parte da série escrita por Érico Veríssimo entre 1949 e 1961.

Bolívar Cambará é filho de Bibiana Terra (Marjorie Estiano) e Rodrigo Cambará (Thiago Lacerda), personagens principais da versão cinematográfica.

Ele se apaixona pela misteriosa Luzia, que vem da cidade grande para a vila de Santa Fé e tem um temperamento inconstante, desequilibrado. A moça é dona do sobrado da vila e antagoniza com Bibiana.

Fã do livro, a atriz Mayana Moura considera a sua personagem a mais intrigante da literatura brasileira e reconhece alguma semelhança entre ela e a descrição de Luzia nos livros.

"É uma mulher fascinante que tem a coragem de ser má. Estudou na cidade grande. É rica, inteligente, toca cítara, recita poemas e dá opinião em conversa de homem, em um tempo em que as outras mulheres da pequena cidade nem sequer levantavam os olhos na presença masculina", disse ao "F5". "Quando chega à cidadezinha de Santa Fé, choca a todos com seu comportamento, com sua beleza e frieza."


A atriz explicou a origem do comportamento de sua personagem, considerado pelos conterrâneos como "desequilibrado".

"Luzia olhava alguém como quem olha uma mesa ou uma cadeira. Tinha olhos de estátua. Ela se casa com o filho de Bibiana, Bolívar, e enlouquece os dois com seu temperamento forte e maléfico", afirmou. "Para mim, visualmente ela é uma rockstar gótica em 1800."

A atriz aprovou o visual da personagem, criado pelo figurinista Severo Luzardo.

"Ele abusou de roupas incrivelmente elaboradas que destoam da realidade de Santa Fé", avaliou. "Sei que para criar o figurino de Luzia, ele buscou tecidos importados, rendas, chapéus. Luzia carrega o glamour e a riqueza da minissérie."

"O Tempo e o Vento" estreia dia 1° de janeiro, logo após "Amor à Vida".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias