Televisão

Suzana Pires diz que só o autor sabe se Marcela está mesmo morta

"Por que você não quer morrer, sua vaca?", pergunta Tereza Cristina (Christiane Torloni) após a segunda tentativa de matar Marcela (Suzana Pires) em "Fina Estampa" (Globo).

Pereirinha propõe união a Tereza Cristina contra Griselda
Em 'merchan' na novela, Griselda troca carro 'simples' por de luxo
Esther pega Paulo e Vanessa dormindo juntos em "Fina Estampa"

Ontem, finalmente, a vilã-mor da novela parece ter dado cabo da ardilosa jornalista, mas nem a atriz que dá vida à personagem sabe ao certo se, dessa vez, foi para valer.

"Eu não sei, só o autor sabe", afirmou Suzana por telefone ao "F5". "Estou com o Aguinaldo [Silva] até o fim, viva ou morta."

Ela diz que continua à disposição da produção até o final da trama, mas só saberá se aparecerá novamente, mesmo que em flashbacks, quando receber os capítulos.

A cena em que ela, agonizando em uma cama de hospital, é sufocada com um travesseiro por Tereza Cristina foi gravada na semana passada. O capítulo deu 44 pontos de média (cada ponto equivale a 58 mil domicílios na Grande São Paulo).

Ela diz que, apesar da tensão, conseguiu se divertir durante a filmagem.

"Foi descontraído", contou. "Eu e a Cristiane [Torloni] tivemos um acesso de riso."

Segundo a atriz, a colega estava preocupada em não machucá-la, mas elas conseguiram chegar a uma fórmula para que a cena parecesse real.

"É difícil, tinha que estar muito concentrada", disse. "Eu nunca tinha feito cena de tiro, nem sendo sufocada."

Crédito: Renato Rocha Miranda/TV Globo A atriz Suzana Pires na pele da ardilosa jornalista Marcela Coutinho, que morreu ontem em "Fina Estampa", da TV Globo
A atriz Suzana Pires na pele da ardilosa jornalista Marcela Coutinho, que morreu ontem em "Fina Estampa" (Globo)

CAMPANHA

Suzana diz que está muito feliz com a repercussão da personagem, que, com suas artimanhas para conseguir furos de reportagem, se tornou uma das mais comentadas da trama das oito.

"Eu não tinha noção do tamanho que a coisa tomou", afirmou. "Como estava na batida da gravação, não consegui acompanhar muito."

Ela diz, no entanto, que ficou sabendo da campanha no Twitter que pede ao autor Aguinaldo Silva que a personagem não morra.

"Achei que as pessoas iam virar a cara, mas o que aconteceu foi o oposto", comentou.

Segundo a atriz, o que ela mais ouve nas ruas são as frases: "Você é quem faz o circo pegar fogo" ou "O que você vai aprontar agora?".

"Me arrisco a dizer que a polêmica faz as pessoas pensarem, sentirem", filosofa.

"O balanço que eu gosto de fazer é se o público deixou eu atingir seu coração", diz. "Se torcem para a Marcela ficar na novela é isso o que me mobiliza."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias