Saiu no NP

Feliz Ano Novo com as previsões do 'NP'

"E eis que mais um ano se vai, com seu acúmulo de tristezas e alegrias, seus sorrisos e lágrimas. Em torno de um berço enfeitado de esperanças, florido de estranhas corolas e de estrelas desconhecidas, estamos mais uma vez para receber o ano novo. Como será ele?"
Em algumas edições dos seus quase 40 anos de jornal, o "Notícias Populares" publicou previsões para o ano que começava.

Para 1967, o "NP" previa um abalo em torno da investigação do assassinato do presidente dos EUA, John F. Kennedy, já nos primeiros meses do ano. E a previsão se consolidou com o dono de boate Jack Ruby. Então acusado de matar o assassino do presidente, Ruby morreu de câncer no pulmão em janeiro.

Em 1970, uma das previsões do jornal era a de que Pelé receberia a visita da cegonha, que traria mais uma linda menininha ao seu lar. Realmente a família do Rei do Futebol aumentou, mas, em vez de uma bebezinha, quem nasceu naquele ano foi Edinho, que mais tarde se tornaria goleiro do Santos.

Crédito: Folhapress
A previsão para o ano de 1975 era a de que o Corinthians acabaria com o jejum de títulos

"Salvador Allende - Cairá do governo do Chile" integrou as previsões astrológicas para o ano de 1973. Esta foi na mosca, já que o ex-presidente chileno foi deposto por um golpe de estado liderado pelo seu chefe das Forças Armadas, Augusto Pinochet, em 11 de setembro de 1973.

A previsão seguinte do "NP", porém, não se concretizou. Tratou-se do Corinthians, que, em 1975, seria campeão do Campeonato Paulista, mas ficou apenas na quarta colocação.

"Entre as previsões para 79, a morte de Idi Amin", ditador de Uganda, foi a notícia publicada em 2 de janeiro de 1979. A previsão só não se concretizou devido ao fato de Amin, após ser deposto em abril daquele ano, ter fugido do país.

Dez anos depois, foi vez de a então recém-eleita prefeita de São Paulo Luiza Erundina receber uma boa nova das páginas do "NP": a mãe de santo Luiza Soares de Souza previu que ela seria presidente do Brasil. "Ela terá todas as chances em qualquer empresa política, desde que suba pela escadinha, de cargo em cargo", disse a mãe de santo.

Crédito: Folhapress
De acordo com mãe de santo, Luiza Erundina, recém-eleita prefeita de São Paulo, chegaria à Presidência

Em seguida, uma previsão bem pessimista, a de que os brasileiros amargariam mais dez anos de pobreza e fome, foi feita pelo espírito do médico alemão Dr. Fritz e recebida, a pedido do "NP", pelo médium Carlos Eduardo Seixas no dia 10 de dezembro de 1991 e publicada na primeira edição do jornal de 1992.

As profecias do médico alemão versavam o seguinte: "O bolso do brasileiro será castigado por mais nove anos de inflação descontrolada"; "Dez anos seguidos de doenças terríveis deixarão o povo ainda mais fraco"; "A falta de comida matará milhões de pessoas"; "O atendimento nos hospitais públicos conseguirá ser pior que o atual". Em suma, tratavam-se de acontecimentos bastante óbvios para o cenário da época.

Para 1996, as previsões foram macabras para personalidades famosas e incluíam a morte do papa João Paulo 2º, problemas na garganta do cantor Roberto Carlos e até que o bispo Edir Macedo perderia a TV Record. Nenhum desses fatos se concretizou.


No século 20, programadores usavam dois dígitos para a posição do ano nos campos de data dos softwares. Sendo assim, acreditava-se que na virada de 1999 para 2000 os computadores poderiam enlouquecer, causando um colapso de grandes proporções. Este fenômeno ficou conhecido como o bug do milênio.

Para o "Notícias Populares", o mundo poderia parar à meia-noite, por causa do bug, o bicho que deveria atacar computadores na virada do ano.
"Do 1000 passarás, mas a 2000 não chegarás". Esta frase do astrólogo Nostradamus ficou muito tempo sem explicação. Mas descobriu-se que ela poderia estar relacionada ao bug do ano 2000.

Na entrada de seu último ano de circulação, em 2001, o "Notícias Populares" não publicou previsões e tampouco tinha pistas de que nem ele resistiria àquela temporada.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias