Nerdices

Fora da TV, Fla-Flu lidera lista de conteúdos mais populares do YouTube Brasil

Final do carioca 2020 encabeça ranking que exclui clipes, trailers e infantis

Jogadores do Flamengo na final do campeonato carioca
Jogadores do Flamengo na final do campeonato carioca - Ricardo Moraes-15.jul.2020/Reuters
São Paulo

O jogo entre Flamengo e Fluminense na final do campeonato carioca, em 15 de julho, que deu ao time rubro-negro o 36º título estadual, lidera o ranking dos vídeos em alta em 2020 no YouTube. De acordo com a plataforma, a lista leva em conta dados de 1º de janeiro a 15 de novembro e exclui videoclipes (encabeçado por Marília Mendonça), trailers e vídeos infantis.

A partida foi alvo de disputa também fora do campo, relacionada aos direitos de transmissão. Acabou sendo exibida com exclusividade pela FluTV, o canal oficial do time no YouTube, e na época bateu o recorde de visualizações simultâneas na plataforma (3,6 milhões).

A confusão que tirou o jogo da TV começou com a Medida Provisória 984, publicada pelo governo Jair Bolsonaro (sem partido) no dia 18 de junho. Ela passou a determinar que os direitos de exibir o jogo ou negociar sua transmissão pertencem ao clube mandante do confronto, e não aos dois envolvidos nele, como previa a Lei Pelé até então.

Como o Flamengo era o único time do torneio sem contrato firmado com a Globo, logo usou a MP e passou a exibir seus jogos como mandante em plataforma própria. Após o clube fazer isso pela primeira vez, na partida diante do Boavista, em 1º de julho, a emissora rescindiu unilateralmente o contrato com as demais equipes e a Ferj, válido até 2024, abrindo mão de transmitir o campeonato.

Esse jogo deu à FlaTV, canal oficial do clube no YouTube, o segundo lugar do ranking de vídeos em alta no ano. Na ocasião, foram 2,2 milhões de pessoas assistindo à partida ao mesmo tempo na plataforma.

Só em terceiro lugar aparece um vídeo do humorista Whindersson Nunes, 25, o primeiro da lista a não pertencer ao mundo dos esportes. Na sequência, aparece uma live do influenciador Felipe Neto, 32, jogando Minecraft.

O YouTube também divulgou quais foram os canais brasileiros que ganharam mais inscritos. A lista de Top Creators exclui canais de artistas, marcas, empresas de mídia e conteúdo infantil.

O ranking é encabeçado por Nobru, um dos mais conhecidos jogadores de "Free Fire". Também aparecem nomes como Felipe Neto e Whindersson Nunes (confira o ranking completo abaixo).

Outra lista interessante é a dos Breakout Creators, os canais que tiveram crescimento expressivo, chegando a triplicar de tamanho durante o ano. A cantora Simone Mendes, da dupla Simone e Simaria, aparece em segundo lugar nesse ranking, atrás apenas do canal Loud Thurzin, mais um streamer de "Free Fire", que faz parte da bombadíssima equipe Loud.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem