Música

Mick Jagger tranquiliza fãs e afirma estar 'muito melhor' após passar por cirurgia cardíaca nos EUA

Rolling Stones teve que cancelar shows nos EUA e no Canadá

Mick Jagger durante show na Suécia
Mick Jagger durante show na Suécia - Anders Wiklund / TT News Agency/ AFP
São Paulo

O vocalista da banda Rolling Stones, Mick Jagger, 75, usou sua conta no Twitter nesta sexta-feira (5) para tranquilizar os fãs após ter sido submetido a uma cirurgia cardíaca nesta semana. “Estou me sentindo muito melhor agora e em recuperação”, afirmou o músico ao agradecer as mensagens de apoio. 

Jagger, que também agradeceu à equipe médica, foi submetido a uma substituição da válvula aórtica em um procedimento pouco invasivo, segundo a revista Billboard. Para evitar a cirurgia de coração aberto, muito mais arriscada, os médicos implantaram a válvula pela artéria femoral na coxa, sem remover a válvula danificada. 

A banda Rolling Stones anunciou, no último dia 30, o adiamento da turnê “No Filter”, que passaria agora por Estados Unidos e Canadá. Na ocasião, no entanto, foi informado apenas que Jagger passaria por um tratamento médico, sem especificar qual seria ele. “Estou devastado por ter que adiar a turnê”, disse ele na ocasião. 

Segundo o site Drudge Report, o músico, que é conhecido por seguir uma dieta e um programa de exercícios rígidos para manter a forma, deverá retornar aos palcos no verão do hemisfério norte, entre os meses de junho e setembro.

Os outros integrantes dos Rolling Stones, Ronnie Wood e Keith Richards, expressaram apoio a Jagger nas redes sociais: “Uma grande decepção para todos, mas há coisas que precisam ser resolvidas e nos veremos em breve”, disse Richards. “Isto é para Mick”, escreveu Wood, incluindo um Emoji de um braço musculoso.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem