Multitela

Série documental de Murilo Salles estreia na TV paga

Confira os destaques da programação televisiva desta quarta (23)

Cena de "Alegorias do Brasil", que traz entrevistas com intelectuais como Marilena Chauí
Cena de "Alegorias do Brasil", que traz entrevistas com intelectuais como Marilena Chauí - Divulgação

Tony Goes
São Paulo

O diretor Murilo Salles, conhecido por longas como "Nunca Fomos Tão Felizes" e "Como Nascem os Anjos", assina seu primeiro trabalho para a televisão, "Alegorias do Brasil": uma série em 13 episódios em que intelectuais como Maria Rita Kehl, Marilena Chaui e Vladimir Safatle, colunista da Folha, analisam as alegorias que compõem a nossa identidade nacional.

Curta!, 23h30, livre


MTV MIAW 2018

A emissora promove pela primeira vez uma edição brasileira dos Millenial Awards, que já tem uma versão latino-americana desde 2013. Com apresentação do youtuber Whindersson Nunes, serão premiados os favoritos do público na música, na TV e na internet, em dezenas de categorias.

Entre os artistas que se apresentarão estão Anitta, Pabllo Vittar, Alok, Tropkillaz, Jojo Todynho, Kevinho e Àttøøxá.

MTV, 22h, 12 anos


Maratona Sofia Coppola

O canal exibe em sequência dois polêmicos filmes dirigidos por Sofia Coppola e com atuação de Kirsten Dunst. O primeiro, "As Virgens Suicidas" (20h, 16 anos), marca a estreia da filha de Francis F. Coppola na direção de longa-metragem, em 1999. 

Em seguida é a vez de "Maria Antonieta", de 2006 (21h45, 14 anos), uma leitura pop da vida da rainha guilhotinada pela Revolução Francesa.

Paramount, a partir de 20h


Dior e Eu

O belga Raf Simons, 50, foi o diretor criativo da Dior entre 2012 e 2015 –assumiu o lugar que era de John Galliano. Este premiado documentário dirigido por Frédéric Tcheng registra a turbulenta passagem do estilista (atualmente na Calvin Klein) pela tradicional maison francesa de alta-costura.

Arte 1, 0h, livre


Outros Tempos Jovens

Depois de "Outros Tempos Velhos", o canal estreia uma nova série documental em oito episódios. Desta vez, o foco são os brasileiros entre 15 e 29 anos, que discutem assuntos como identidade, suicídio e feminismo. No primeiro episódio, a relação dos jovens com os aplicativos de paquera.

Max, 23h, 10 anos 


O Caso Rachel Dolezal

A ativista americana Rachel Dolezal chegou a ter postos de comando em entidades da militância negra –até que, em 2015, foi revelado que seus pais eram brancos. Este documentário investiga o que a levou a mentir tanto tempo sobre sua própria origem.

Netflix, 16 anos

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem