Multitela

Minissérie de ação espanhola chega à Netflix

Treze dos 15 episódios de "La Casa de Papel", superprodução da TV aberta da Espanha, já estão disponíveis na plataforma.

A trama gira em torno de um bando de assaltantes mascarados que invade a Casa da Moeda do país para imprimir a módica quantia de 2,4 bilhões de euros, gerando uma situação com reféns que mobiliza a atenção da polícia e da mídia.

Violenta e com tiradas de humor negro, a minissérie teve boa audiência e elogios da crítica.

Netflix, 16 anos


"ROBERTO CARLOS ESPECIAL: ESSE CARA"

O "rei" brinda o final de mais um ano, dessa vez cantando ao lado de Simone e Simaria (aposta da Globo, já que serão juradas do "The Voice Kids"), Djavan, Tiago Iorc, Ísis Valverde ("Sereia" foi tema de seu personagem na novela "A Força do Querer") e Erika  Ender (coautora de "Despacito", o maior sucesso de 2017).

A falta de novidades no repertório é compensada por produção caprichada e plateia cheia de VIPs.

Globo, 22h25, livre


"O CLUBE"

Selecionado para representar o Chile no Oscar de filme em língua estrangeira de 2015, o longa de Pablo Larraín (indicado ao prêmio três anos antes por "No") se passa em um lugar incômodo: uma casa mantida pela Igreja Católica em uma pequena cidade do litoral, para onde vão padres e freiras envolvidos em escândalos sexuais. 

A paz instável do refúgio é quebrada pela chegada de uma vítima do abuso de um dos sacerdotes.

Max, 22h, 16 anos


"O CÉU PODE ESPERAR"

Este remake de um filme de 1941 agradou tanto à Academia de Hollywood que recebeu nove indicações ao Oscar de 1978 (mas só levou um troféu, o de melhor direção de arte).

Um certo exagero, mas esta comédia sofisticada sobre um homem que morre e vai para o céu por engano —produzida, estrelada, coescrita e codirigida por Warren Beatty— tem um humor adulto que é raro hoje em dia. Com Julie Christie e Dyan Cannon.

Paramount, 22h30, livre


"STARTUP"

O serviço de streaming da Sony estreia com exclusividade a segunda temporada desta série que explora o lado negro de um dos assuntos que marcaram o ano: as criptomoedas, que abriram a porta a uma série de novos crimes.

O elenco encabeçado por Adam Brody (o Seth Cohen da série "The O.C.") e Martin Freeman (da série "Sherlock") agora também conta com Ron Perlman (da franquia "Hellboy"), fazendo um bilionário.

Crackle, 18 anos


"SOMBRAS DA NOITE"

Um dos filmes mais divertidos de Tim Burton, a adaptação de série de terror exibida de 1966 a 1971 não foi bem de crítica nem de bilheteria.

Mas merece uma revisão: Johnny  Depp está impagável como o vampiro playboy Barnabas  Collins, que mantém há dois séculos um complicado caso de amor com a bruxa Angelique (Eva Green, da série "Penny  Dreadful"). Ainda tem Michelle Pfeiffer no elenco e Barry White na trilha sonora.

Warner, 21h40, 14 anos

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem