Você viu?

Show de hipnose termina em histeria coletiva na Colômbia

Quarenta e dois estudantes colombianos que participavam de um espetáculo de hipnose em um colégio de Mocoa, capital do departamento de Putumayo (sudoeste) não conseguiram despertar do transe e sofreram um ataque de histeria coletiva.

O reitor da Instituição Educativa Ciudad Mocoa, Daniel Mora, explicou que "30 ou 40 minutos depois de terminar o espetáculo, os alunos já estavam em suas salas de aula, quando, em sequência, começaram a gritar".

A psicóloga do centro educacional foi chamada e solicitaram apoio de "cerca de dez psicólogos e psiquiatras, que foram ao centro" para socorrer os alunos, como explicou Mora.

Em um primeiro diagnóstico, estes psicólogos opinaram que se tratava de histeria coletiva, por isso que os alunos foram levados ao hospital local José María Hernández, próximo ao colégio.

"Ali, eles foram atendidos, hidratados e tiveram os surtos epilépticos controlados", explicou a subdiretora científica do centro, Mónica Guerrero, que também assegurou que não foi necessário receitar nenhum tratamento médico aos alunos.

"Dos 42 jovens, foram atendidos 36 que mostravam inconsciência, agitação e em dois casos sintomas epilépticos", assegurou Guerrero, explicando que uma vez que foram atendidos foram levados ao serviço de psicologia do hospital, que diagnosticou "neurose coletiva induzida pelo evento da hipnose", sentenciou a subdiretora.

Todos os afetados tiveram alta paulatinamente nesse mesmo dia e o suposto mágico, Miller Zambrano Posada, foi levado às autoridades encarregadas e o caso será estudado pela Promotoria local.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias