Estilo
Descrição de chapéu The New York Times beleza

Naomi Watts diz que prioriza cuidado com a pele, não mais jeans e sapato

Atriz entra para o setor de beleza e revela seus cuidados pessoais

Naomi Watts Devin Oktar Yalkin/The New York Times

Bee Shapiro
The New York Times

A atriz Naomi Watts vem se ocupando de diversas coisas desde que a pandemia começou. Ela é uma das fundadoras da Onda Beauty, uma loja independente com filiais em Tribeca e Sag Harbor, em Nova York. Também esteve filmando, o que inclui papéis em dois filmes que saem este ano: “Lakewood” e “Infinite Storm”, uma história de sobrevivência.

Watts, 52, tem dois filhos e vive em Manhattan, e, como todos nós, tem passado pelos altos e baixos dessa era estranha. Descubra abaixo os rituais e segredos de beleza que a ajudaram a se manter centrada, e de que forma algo tão simples como fazer as unhas pode restaurar as energias.

DESCOBRINDO O CUIDADO COM A PELE

Sempre tive a pele sensível. Trabalhando no estúdio, com múltiplas aplicações de maquiagem sob luzes quentes, minha pele ficava realmente irritada e reagia a tudo. Minha amiga Larissa Thomson, que é editora de estilo de vida e moda em diversas publicações, e Sarah Bryden-Brown haviam formado uma sociedade para criar a Onda Beauty.

Larissa sempre me falava dos produtos e marcas que a interessavam, e eu experimentei alguns que ela tinha em sua bolsa de maquiagem. A sensação e o aroma me pareceram imediatamente perfeitos. Minha pele disse: “Sim”.

Quando a Onda estava para ser lançada, meu envolvimento cresceu. Primeiro trabalhei como embaixadora e influenciadora, e mais tarde me interessei pelo lado de negócios. A pandemia foi difícil para as pequenas empresas. Acabamos de fechar nossa loja em Notting Hill.

Ela tinha sido inaugurada pouco antes de a pandemia começar. Não conseguimos resistir ao terceiro lockdown. Nossa loja em Tribeca ficou fechada por seis meses. Mas, apesar de tudo isso, conseguimos nos manter à tona.

Minha rotina matinal muda bastante, porque experimento coisas diferentes com frequência. É uma das vantagens do meu trabalho. Não faço limpeza de pele de manhã, a menos que eu tenha me exercitado. Se me exercitei, uso African Botanics no banho, ou às vezes só água.

No momento, estou empolgada com os produtos para a pele Furtuna. Também gosto de Answer by Symbiome. É um soro, e a sensação é muito agradável.

Também misturo coisas o tempo todo. Amo o ácido hialurônico da Dr. Barbara Sturm. Não gosto de usar muitas coisas ao mesmo tempo, mas cheguei a um ponto da minha vida em que me preocupo com minha pele e cuido dela. Antes eu me preocupava mais com escolher sapatos ou o jeans da moda. Isso é para quem tem 20 e poucos anos.

TEMPO PARA VOCÊ

Porque sou mãe, adoro aquele momento no final do dia em que as crianças já foram dormir, e tenho tempo para um ritual pessoal. Prefiro banhos de banheira ao chuveiro. Adoro a sensação de mergulhar em água muito quente. Gosto de sais de banho Vertly.

Depois cuido bem da limpeza da minha pele –às vezes com dupla aplicação. Posso usar uma máscara facial. Amo a Osea White Algae Mask. O preço é bom. Em seguida, misturo um óleo ou soro com creme hidratante. Amo o soro de vitamina C da Beautycounter –um produto realmente forte.

MAQUIAGEM RAPIDINHA

Eu sempre fui o tipo de mulher que se arruma em cinco minutos. Não mexo muito com cabelo e maquiagem se sei que não haverá câmeras presentes. Quando saio com amigos, me arrumo, mas não exagero. Sempre amei batom, e os da Beautycounter não são secos demais.

Máscara e batom são um pesadelo, porém. Por isso uso um bálsamo labial. Mas se vou sair, levo-o comigo para colocá-lo no restaurante, e removo quando aplico a máscara. Gosto de sobrancelhas bem delineadas. Uso lápis da Beautycounter ou RMS. Prefiro a Beautycounter se preciso de mais cobertura.

Eles têm um produto chamado Dew Skin, que vem em um tubo prateado. Sempre que trabalho em um filme, eu mostro o produto aos maquiadores. É ótimo para filmagens, quando você precisa de um pouco de maquiagem mas não quer que seja legível.

CABELO

Meu cabelo é um pesadelo. Sempre tive cabelo fino, mas me diziam que eu pelo menos tinha muito cabelo. Esse não é mais o caso. Quando você chega a uma determinada idade, acho que os hormônios começam a interferir, assim como o uso excessivo de ferramentas quentes.

E há a coloração. Eu com certeza pinto o cabelo. Sou loira natural, mas meu cabelo não tem muito brilho. Preciso de alguma coisa que me dê algum brilho. Mas não há como evitar os danos. Vou ao Mark DeBolt para colorir os cabelos.

Ryan, seu parceiro na vida e nos negócios, também já fez meu cabelo para filmes e eventos de tapete vermelho. Eles tinham acabado de abrir seu salão quando a Covid chegou. Estive lá recentemente pela primeira vez em um ano. Senti-me muito bem. Mal podia acreditar no resultado, quando saí do salão.

Uso condicionadores e creme de controle Rahua, que não precisam ser enxaguados. Também tomo suplementos. Uso os da Nutrafol e Mindbodygreen.

ÓLEOS AROMÁTICOS

Eu costumava ter uma prateleira de fragrâncias no banheiro, mas não gosto mais delas. Uso um óleo aromático em embalagem de bolso da Ayu, uma marca australiana. Amo as fragrâncias Rose e Ode.

OS BENEFÍCIOS DE FAZER AS UNHAS

Recentemente fui à manicure e pedicure pela primeira vez em um tempão. Todas essas coisas agora parecem um grande presente. Você se sente como uma besta-fera saindo do mato com unhas encravadas. Vou fazer um tratamento facial na Onda pela primeira vez. Nós os oferecemos na loja.

FÃ DE MASSAS

Cresci na década de 1970, e minha mãe fazia pão, fazia seus vestidos. Gosto muito de comida e acredito em não me negar prazeres, desde que desfrute moderadamente. Gosto de saladas crocantes e de frutas e verduras. Acho que esses são meus alimentos de conforto, porque fui criada assim. Também gosto de comida branca. Quando viajo, não recuso uma boa massa.

MOVIMENTE-SE

Fitness é uma parte importante da minha vida. Faz bem para o humor, não é? Sou uma pessoa física. Gosto de mexer o corpo. Fico meio que saltitando, porque ficar parada me entedia. Com a pandemia, nós começamos a nos exercitar muito, trabalhando online com amigos, filmando os exercícios. Agora fazemos o quê? É difícil manter o ritmo.

Exercito-me três vezes por semana. Gosto de treinos de força. Faço aulas via Zoom com um cara chamado Keith Anthony. Uso esteiras, alguns pesos e faço abdominais e flexões. Faço ioga.

Também sigo o método Class, de Taryn Toomey. Gosto da abordagem dela quanto ao movimento, porque não é só o corpo, mente e espírito também estão envolvidos. A energia dela e sua capacidade de me fazer mudar de ânimo são uma grande inspiração. Ela sabe como mexer com nossa psique.

Traduzido originalmente do inglês por Paulo Migliacci

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem