Estilo

Saiba quem são as musas brasileiras da Copa da Rússia

Candidatas representam as seleções que participam do campeonato

A modelo Giselle Saran, representante do Brasil no concurso Musa da Copa do Mundo 2018, posa ao lado de uma trave de futebol
Giselle Saran, representante do Brasil no concurso Musa da Copa do Mundo 2018 - Beto Hilches/M2 Mídia

São Paulo

Enquanto seleções de futebol de todo o globo competem pelo troféu da Copa da Rússia, 32 modelos brasileiras, cada uma representando um dos países do torneio, disputam o título de Musa da Copa do Mundo 2018.

As torcedoras têm entre 20 e 35 anos e foram escolhidas entre 7.623 inscritas. No dia 27 de junho, em São Paulo, acontece a premiação: três delas serão coroadas como campeã, vice e terceira colocada do concurso após um desfile.

Local e júri —que será formado por jornalistas, fotógrafos e influenciadores— ainda não foram divulgados. Essa é a segunda edição do evento, que já havia sido realizado na Copa de 2014.

O trio que sair vencedor ganhará a oportunidade de estrelar a capa da edição especial da Copa do Mundo da revista Sexy, em julho.

Das inscritas, cerca de 4.000 tentaram a vaga para representar o Brasil na competição. A selecionada foi Giselle Saran, 35. "Não esperava ser a escolhida. Entrei sem pretensão, por insistência de alguns amigos. Sinceramente, não acreditava no meu potencial", diz.

Saran afirma estar focada em alcançar o corpo perfeito e assim aumentar suas chances de levar a taça. Ela também está confiante quanto ao desempenho da seleção brasileira na Copa da Rússia. "Sou pé quente", brinca.

"A seleção com o Tite passa tranquilidade e muita segurança para todos nós torcedores. Fechamos os últimos amistosos com chave de ouro", diz em relação às 17 vitórias em 21 jogos de Tite. "Tem como entrar nessa Copa sem sentir o gostinho do hexa? Já estou pronta para comemorar!”

A Copa do Mundo da Rússia começa na quinta (14), com o jogo entre Rússia e Arábia Saudita, e vai até o dia 15 de julho.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem