Estilo

O que é o Fashion Meeting, evento fora do 'mainstream' que acontece em São Paulo

Proposta é criar um evento onde outras marcas possam expor seu trabalho

Marcas apresentam suas coleções no Fashion Meeting
Marcas apresentam suas coleções no Fashion Meeting - Cristiano Vidal/Divulgação

Beatriz Fialho
São Paulo

Amantes de moda no Brasil dificilmente conseguem acesso aos grandes eventos da área. As novidades, normalmente, chegam por meio da mídia e das blogueiras, que repassam o que é novidade da passarela para a internet. 

Mas ler um texto não é tão emocionante quanto assistir a um desfile ou acompanhar um bate-papo de especialistas. Pensando nisso, Daniela Dornellas e Pedro Ivo fundaram o Fashion Meeting, evento que acontece em São Paulo, de quinta (12) a domingo (15).

A ideia surgiu quando o casal, até então alheio ao universo da moda, conheceu pessoas como Paula Martins e Alexandre Taleb. "Eles tinham muito talento mas não sem oportunidade de apresentar isso nas semanas de moda", disse Ivo.

Com o tempo, eles perceberam como o mercado da moda era excludente e "fechado em si mesmo", nas palavras de Ivo. A proposta, então, foi fugir do "mainstream" e criar um evento onde outras marcas pudessem expor seu trabalho e o principal fosse compartilhar conteúdo. 

"As marcas menores que queriam apresentar suas coleções normalmente faziam os próprios eventos --que demandava muito esforço para reunir pessoas. Por isso, unimos a vontade das marcas com o interesse do público por esse tipo de conteúdo", diz Dornellas.

A curadoria é feita a partir dos princípios das marcas, segundo a idealizadora. Além dos parceiros e patrocinadores, as grifes que desfilam suas coleções são escolhidas a dedo, "não é simplesmente pagar. Escolhemos marcas nas quais acreditamos no trabalho".  

O evento é aberto ao público, mas é preciso fazer uma inscrição prévia para participar. As palestras são pagas por fazerem parte de um projeto educativo do Fashion Meeting, que traz outros encontros com ícones da moda ao longo do ano. 

"É uma extensão do projeto. Trazemos pessoas como Bob Wolfenson, Amir Slama e Patrícia Bonaldi para ministrarem pequenos workshops, que são chamados de "experience", disse Ivo.

As aulas, que acontecem em sua maioria em São Paulo, têm datas específicas e turmas reduzidas, que trazem a sensação de consultoria. 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem